segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

COMBO EXCLUSICO DO VILÃO MAIS FAMOSO DOS VIDEOGAMES

CINÉPOLIS ANUNCIA COMBO EXCLUSIVO “WIFI RALPH – QUEBRANDO A INTERNET”
             *As vendas começam dia 20 de Dezembro, em todos os complexos da rede
 
A rede Cinépolis, maior operadora de cinemas da América Latina e segunda maior do mundo em ingressos vendidos, inicia no próximo dia 20 de dezembro a venda do combo promocional de “WiFi Ralph – Quebrando a Internet” com um balde exclusivo em 3D. Além de possuírem duas fotos, uma do Ralph e outra de sua companheira Vanellope, os baldes podem se encaixar um no outro.*Confira o trailer: https://tinyurl.com/yc4a6vq2 

O combo é composto por duas bebidas, que podem ser refrigerante ou suco, e uma pipoca grande no balde 3D exclusivo do filme “WiFi Ralph – Quebrando a Internet”.  

Com distribuição da Walt Disney Pictures, “WiFi Ralph – Quebrando a Internet”apresenta novamente o vilão dos videogames, Ralph, e sua companheira atrapalhada Vanellope que irão navegar pela dinâmica world wide web em busca de uma peça sobressalente para salvar o videogame de Vanellope, Corrida Doce. 
Com direção de Rich Moore e Phil Johnston, o filme chega ao Brasil em 3 de janeiro.

SINOPSE
Ralph, o mais famoso vilão dos videogames, e Vanellope, sua companheira atrapalhada, iniciam mais uma arriscada aventura. Após a gloriosa vitória no Fliperama Litwak, a dupla viaja para a world wide web, no universo expansivo e desconhecido da internet. Dessa vez, a missão é achar uma peça reserva para salvar o videogame Corrida Doce, de Vanellope. Para isso, eles contam com a ajuda dos "cidadãos da Internet" e de Yess, a alma por trás do "Buzzztube", um famoso website que dita tendências.

Ficha Técnica
WiFi Ralph – Quebrando a Internet
EUA, 2018.
Animação.
Diretor: Rich Moore e Phil Johnston.
Elenco: John C. Reilly, Sarah Silverman, Gal Gadot, Taraji P. Henson, Jack McBrayer, Jane Lynch, Alan Tudyk e Aldred Molina.
Duração: 116 minutos.
Distribuidora: Disney e Buena Vista.

Sobre a Cinépolis Brasil 
A Cinépolis é a maior operadora de cinemas da América Latina e segunda maior do mundo em ingressos vendidos, com um total de 692 cinemas, 5.612 salas 100% digitais, em quatorze países.

Desde sua chegada ao Brasil em 2010, é a rede com maior crescimento no mercado. Atualmente, opera 53 cinemas em todo o Brasil com 398 salas, com marcas destaque como Macro XE, IMAX, 4DX, VIP e Junior. A Cinépolis é a maior operadora de salas VIP do mundo e, no Brasil, foi a pioneira na implantação da tecnologia 4DX – que permite o movimento das poltronas e gera mais de 20 efeitos especiais sincronizados com o filme.

Em 2018, pela terceira vez, o Cinépolis JK Iguatemi foi eleito pelo Guia da Folha como o melhor cinema da cidade de São Paulo (2015, 2017 e 2018) e sua sala IMAX foi apontada como a melhor sala individual do circuito.  Em 2016 e 2017, a rede Cinépolis ficou em 1º lugar no “Prêmio Estadão Melhores Serviços”, na categoria redes de cinema.

A constante inovação e o bom desempenho são reconhecidos com diversos prêmios, dentre eles: Melhor Exibidor por quatro anos consecutivos (2011, 2012, 2013 e 2014), concedido no Prêmio ED (Exibição & Distribuição), realizado pelo Sindicato das Empresas Exibidoras do Estado de São Paulo.

Mais informações, acesse: http://www.cinepolis.com.br 
Siga-nos nas redes sociais ;)
Facebook: https://www.facebook.com/cinepolisbrasil/
Twitter: https://twitter.com/cinepolisbrasil
Instagram: @cinepolisbrasil 
 

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

“CORPOS ADIANTE” SERÁ A TEMÁTICA DA 22ª MOSTRA TIRADENTES

“CORPOS ADIANTE” SERÁ A TEMÁTICA DA 22ª MOSTRA TIRADENTES, QUE PRESTA HOMENAGEM À ATRIZ, DRAMATURGA E DIRETORA MINEIRA GRACE PASSÔ  
Evento inaugura a temporada audiovisual brasileira, em 18 de Janeiro, com pré-estreia mundial de "Vaga Carne”, em processo de produção para abertura do festival, que segue até 26 de Janeiro, com programação gratuita 


O corpo como potência, pendor político e social, presença, infinitude. A celebração do corpo – em todas as suas possibilidades de expressão e enunciação – estará no centro da programação da 22a Mostra de Cinema de Tiradentes. O evento, que abre o calendário audiovisual brasileiro, acontece entre os dias 18 e 26 de Janeiro de 2019 na cidade histórica mineira. Serão nove dias de programação intensa e gratuita, que inclui exibições de filmes brasileiros em pré-estreias, debates, performances, atrações artísticas, lançamentos de livros e o maior encontro anual entre cinéfilos, críticos, jornalistas, realizadores, professores e pesquisadores. 
A definição da temática “Corpos Adiante” como mote da 22a edição da Mostra de Cinema de Tiradentes partiu do desejo de valorizar a presença física, tanto no interior de uma sala de cinema quanto no espaço público e também como projeção do futuro. “O adiante é logo ali”, define Cleber Eduardo, coordenador curatorial da Mostra. “São corpos do presente, com suas dores de várias naturezas e opressões, corpos resistentes em seus lugares, persistentes em seus desejos, pacientes em suas lutas de afirmação, entre conflitos e atritos, ritos e mitos”. 
A curadoria buscou encontrar tanto nas representações estéticas do audiovisual quanto nos acontecimentos recentes do noticiário brasileiro e mundial as relações possíveis entre corpos que ocupam os espaços que o tempo contemporâneo lhes oferece e, muitas vezes, tenta lhes atribuir. “Antes do corpo no cinema, o corpo está em todo lugar, primeiro como matéria de carne, ossos, sangue, pele, cérebro e músculos, capacidades sensoriais, intelectuais e emocionais, aparência e superfície. Depois vem o corpo como sujeito, agente, escolha existencial”, define Cleber Eduardo. 
Ele partiu desses conceitos para chegar à arte como exaltadora do corpo – no que a Mostra vai reforçar em 2019, ao propor discutir estas questões não apenas dentro do cinema e das imagens em movimento, mas também através de outras manifestações, como as artes visuais, o teatro e a performance. “Vamos pensar sobre o corpo como campo de batalha do capital, da ciência, dos estudos genéticos e da neurociência, mas também como espaço de disputa na política, nas questões de representatividade étnica/racial, nas discussões de gênero e de sua fluidez, nos tensos deslocamentos de populações entre fronteiras de países”. 
Por conta dessa intersecção fundamental – e essencial, pois é a base de praticamente toda a arte que depende do esforço humano desde o princípio dos tempos –, a escolha da homenageada deste ano se relaciona diretamente à temática dos “Corpos Adiante”. Trata-se da atriz e dramaturga mineira Grace Passô, um dos nomes mais incensados das artes brasileiras nos últimos anos e que se tornou referência tanto no teatro quanto, ainda recente, no cinema. 
Para Cleber Eduardo, a importância de Grace Passô está justamente na força de sua presença, tanto física quanto simbólica. “Grace é uma atriz bastante física e se relaciona fortemente à temática deste ano. Um corpo que não é prescrito pelas convenções do que deve estar no protagonismo das imagens, e isso serve como um sentido político na nossa escolha. Ela é um só corpo, mas também muitos, muitas mulheres, todas com sua marca distinguível, cada uma única em si”, exalta o coordenador curatorial. “Grace é uma criadora, sob todos os aspectos. Ao vestir o interior e o exterior de outras mulheres em seu corpo, ela inventa vidas, presenças, modos de falar, de caminhar, de respirar, de olhar e de existir”. 
Grace Passô foi uma das fundadoras do Grupo Espanca!, em Belo Horizonte e no qual encenou peças como Amores SurdosPor Elise Congresso Internacional do Medo, que deram projeção nacional ao coletivo. Seguiu carreira tanto como atriz quanto como encenadora. Entre seus trabalhos de destaque nos palcos estão Contrações (Grupo 3), Krum Preto (ambas da Cia Brasileira de Teatro). Com o solo Vaga Carne, vem ganhando diversos prêmios desde 2017, no que firmou ainda mais seu nome e talento na dramaturgia brasileira. 
Grace começou a aparecer no cinema recentemente e já é destaque com premiações nacionais e internacionais. No filme Praça Paris (direção Lúcia Murat), pelo qual ganhou o prêmio de melhor atriz no Festival do Rio de 2017; e no mais recente trabalho, o longa Temporada  (André Novais Oliveira),  pelo qual recebeu o Troféu Candango de Melhor Atriz no 51º Festival de Brasília e o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Turim, na Itália. Com trajetória ascendente ela estará também atuando no próximo filme dos cineastas Gabriel e Maurílio Martins, No Coração do Mundo, e também em novo projeto do diretor Cristiano Burlan. 
“Ela ainda apareceu pouco no cinema, e nesse pouco se destacou muito e está com vários outros filmes a fazer. Num tempo em que muita gente não vê futuro adiante, decidimos apontar algum futuro pelo que ainda virá dessa atriz, com isso disseminando um caminho em construção. A aproximação com o teatro foi fundamental na escolha da temática e da Grace como homenageada”, destaca Cleber Eduardo. 

PRODUÇÕES INÉDITAS
Integra a Mostra Homenagem à Grace Passô a produção de dois conteúdos inéditos que estão sendo preparados para apresentação no evento: um média-metragem que é uma recriação do espetáculo Vaga Carne, assinado por Grace e Ricardo Alves Jr e que será exibido na sessão de abertura, na noite de 18 de janeiro; e uma performance com o músico Barulhista, no sábado, dia 19. 
Em fase de produção para ser exibido pela primeira vez na abertura da próxima edição da Mostra Tiradentes, "Vaga Carne" é uma transcriação da peça teatral de mesmo nome em linguagem cinematográfica. O espetáculo, um solo performado e escrito por Grace Passô, estreou em 2016 e ainda hoje segue em cartaz nos circuitos de arte. A peça mostra uma mulher que vive a urgência do discurso, a urgência de renomear o mundo e nomear-se, à procura de suas identidades e de pertencimento.  
A peça foi indicada aos prêmios BRAVO!, APTR, Prêmio Questão de Crítica, Shell RJ, Prêmio Cesgrario, Prêmio Leda Maria Martins, sendo vencedora dos cinco últimos. Para o filme, Grace convidou o diretor de cinema e de teatro Ricardo Alves Jr. para assinarem juntos a direção. Os dois já estiveram juntos em outros trabalhos, como a peça teatral Sarabanda (onde dividiram a direção do espetáculo criado a partir do último longa de Ingmar Bergman). O média-metragem é uma coprodução entre Grãos da Imagem, Entre Filmes e Universo Produção e será exibido pela primeira vez na abertura da Mostra 2019. 
No dia seguinte à abertura, o público da Mostra Tiradentes vai poder conferir uma performance teatral inédita, a Performance "Grão da Imagem". Em cena, Grace Passô descreve cenas reais e cinematográficas, sem projetá-las no espaço, mas tentando fazê-las visíveis. A atração conta com a participação do músico Barulhista. 

Os longas-metragens "Temporada", do diretor André Novais de Oliveira e "Elon não Acredita na Morte", direção de Ricardo Alves Jr, completam a Mostra Homenagem a Grace Passô. 

SOBRE O EVENTO 
22ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES
PLATAFORMA DE LANÇAMENTO DO CINEMA BRASILEIRO
Considerada a maior manifestação do cinema brasileiro contemporâneo em formação, reflexão, exibição e difusão. Busca refletir e debater, em edições anuais, o que há de mais destacado e promissor na nova produção audiovisual brasileira, em longas e curtas, em qualquer gênero e em formato digital. A programação é oferecida gratuitamente ao público e inclui exibição de filmes brasileiros (longas e curtas), pré-estreias, homenagens, debates, encontros com a crítica, o diretor e o público, oficinas, seminário, mostrinha de Cinema, atrações artísticas.
TODA PROGRAMAÇÃO É OFERECIDA GRATUITAMENTE AO PÚBLICO.
***
Acompanhe a 22ª Mostra de Cinema de Tiradentes e o programa Cinema Sem Fronteiras 2019.
Participe da Campanha #EufaçoaMostra
No Twitter: @universoprod
No Facebook: universoproducao / mostratiradentes
No Instagram: @universoproducao  
 Informações pelo telefone: (31) 3282-2366

Serviço:  22ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES | 18 a 26 de Janeiro de 2019  
LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA
LEI ESTADUAL DE INCENTIVO À CULTURA
Patrocínio:   COPASA | GOVERNO DE MINAS GERAIS
Parceria Cultural: SESC em Minas
Fomento: CODEMGE|GOVERNO DE MINAS GERAIS
Incentivo: SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA| MINAS GERAIS
Idealização e realização: UNIVERSO PRODUÇÃO
MINISTÉRIO DA CULTURA - GOVERNO FEDERAL|ORDEM E PROGRESSO

LOCAIS DE REALIZAÇÃO DO EVENTO 
Centro Cultural Sesiminas Yves Alves   
Largo das Fôrras 
Largo da Rodoviária
Escola Estadual Basílio da Gama.

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

JOHN CARPENTER COMENTA SEQUÊNCIA DE “HALLOWEEN” EM VÍDEO INÉDITO


“Jamie Lee Curtis tem um talento nato, é perfeita para o filme que fiz...”, diz
Carpenter, que atua como produtor executivo e compositor da trilha sonora

Reconhecido como mestre dos filmes de terror, John Carpenter coleciona clássicos como “Halloween” (1978), “A Bruma Assassina” (1980), “O Enigma do Outro Mundo” (1982) e “Christine – O Carro Assassino” (1983) em quase sessenta anos de carreira. Agora, retorna como produtor executivo da sequência “Halloween” (Halloween), que chega aos cinemas brasileiros em 25 de Outubro.

Em vídeo inédito divulgado hoje, Carpenter comenta o filme, o personagem Michael Myers e a nova parceria com Jamie Lee Curtis: “Jamie Lee Curtis tem um talento nato, é perfeita para o filme que fiz e agora perfeita para o filme de David Gordon Green”, diz. O produtor – que também é responsável pela trilha sonora – ainda aproveita para elogiar a sequência que será lançada quarenta anos depois do original: “É tão bom quanto tudo o que vi desde que fizemos o primeiro filme”. Clique aqui para assistir.

Com direção de David Gordon Green e produção da Blumhouse, de “Corra!”, “Halloween” trilha um novo caminho para os acontecimentos do filme original. Agora, Laurie Strode, personagem de Jamie Lee Curtis, terá seu confronto final com Michael Myers, novamente interpretado por Nick Castle: a figura mascarada que a tem assombrado desde que ela escapou de uma matança na noite de Halloween, quatro décadas atrás. A distribuição é da Universal Pictures.

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

CONVERSA DE RUBENS FERNANDES JR E ORLANDO AZEVEDO NO MUSEU DA FOTOGRAFIA

CURITIBA RECEBE RUBENS FERNANDES JUNIOR E ORLANDO AZEVEDO PARA BATE-PAPO SOBRE ACERVO E CURADORIA 


Rubens Fernandes Junior e Orlando Azevedo conversam sobre Acervo e Curadoria, celebrando a última semana da exposição “Fotografia em Transe” 
A exposição "Fotografia em Transe | Coleção do Museu da Fotografia Cidade de Curitiba” e a bate-papo com os curadores Rubens Fernandes Junior e Orlando Azevedo fazem parte da contrapartida do projeto Catálogo do Acervo - Museu da Fotografia Cidade de Curitiba que será lançado este ano.
Foto: Luiz Braga. 

Neste encontro do dia 3 de Outubro os curadores abordarão o tema Acervo e Curadoria, ressaltado a importância da construção de uma memória e patrimônio cultural. Prestigie os últimos dias desta belíssima e importante exposição deste acervo, com um recorte de 170 imagens de 80 fotógrafos. Entenda o processo de curadoria e participe para fomentar uma discussão saudável sobre o passado e o futuro da fotografia brasileira.

Rubens Fernandes Junior salienta: “É cada vez mais rara a oportunidade de estarmos diante de tantas imagens emblemáticas da história recente da fotografia brasileira. Isso é possível agora, graças à Coleção do Museu de Fotografia Cidade de Curitiba, o primeiro organizado no país nos últimos anos do século XX”.

Todos os presentes neste evento, além da oportunidade única de fomentar esta conversa irão receber um voucher com direito a um exemplar por participante do Catálogo do Acervo – Museu da Fotografia Cidade de Curitiba.

Foto: Klaus Mitteldorf.
 Os fotógrafos da exposição: Americo Vermelho, Ana Claudia Leão, Ana Regina Nogueira, Antonio Augusto Fontes, Antônio Carlos D’Ávila, Antonio Gaudério, Araquém Alcantara, Beatriz Dantas, Bob Wolfenson, Boris Kossoy, Cássio Vasconcellos, Célia Mello, César Pinheiro Barreto, Claudia Andujar, Claus Meyer, Clóvis Dariano, Cristiano Mascaro, Cynthia Brito, Daniel Augusto Junior, Ed Viggiani, Eduardo Castanho, Elza Lima, Eustáquio Neves, Evandro Teixeira, Gal Oppido, Geraldo de Barros, German Lorca, Guy Veloso, Haruo Ohara, Iatã Cannabrava, Ivan Rodrigues, Izan Petterle, João Luiz Musa, João Ripper, João Urban, José Albano, Juan Esteves, Juca Martins, Kenji Ota, Klaus Mitteldorf, Lalo de Almeida, Leopoldo Plentz, Lilia Kawakami, Luiz Abreu, Luiz Braga, Manuel da Costa, Marcelo Buainain, Marcelo Lerner, Marcio Scavone, Mariano Klautau Filho, Mario Cravo Neto, Marlene Bergamo, Maureen Bisilliat, Miguel Chikaoka, Miguel Rio Branco, Milton Guran, Milton Montenegro, Nani Gois, Nego Miranda, Orlando Brito, Paula Sampaio, Paulo Amorim, Paulo Fridman, Paulo Leite, Pedro Martinelli, Pedro Vasquez, Penna Prearo, Ricardo Chaves, Roberto Cecato, Rochelle Costi, Rogério Reis, Rosa Gauditano, Sandra Bordin, Sebastião Salgado, Sérgio Vital Tafner Jorge, Thomaz Farkas, Tiago Santana, Vilma Slomp, Walter Carvalho e Zeka Araújo.


SERVIÇO: Exposição "Fotografia em Transe | Coleção do Museu da Fotografia Cidade de Curitiba”  | Abertura: 3/10/2018 às 19 horas. 
Período de permanência: 17/07 a 07/10/2018  | Local: Museu da Fotografia Cidade de Curitiba | Solar do Barão - Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533 – Centro – Curitiba - PR | Horário: de terça a sexta-feira das 9h às 12h – 14h às 18h | Sábados e domingos das 12h às 18h | Informações: (41) 3321-3260. | Entrada Franca.  
Foto: Nani Gois. 
Incentivo:
Grupo Uninter
Pátio Batel 
Fundação Cultural de Curitiba
Prefeitura Municipal de Curitiba                                   

Apoio:
Molduras Festina

Realização: 
iD Editora Cultural

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

ANIMAIS FANTÁSTICOS: OS CRIMES DE GRINDELWALD GANHA TRAILER FINAL E NOVAS ARTES DE PERSONAGENS





Longa tem estreia prevista para 15 de novembro de 2018 e é dirigido por David Yates
A Warner Bros. Pictures divulga o trailer final de Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald, a segunda das cinco novas aventuras do Mundo Bruxo de J.K. Rowling. O trailer traz novas imagens do poderoso mago das trevas Gerardo Grindelwald (Johnny Depp), detalhes de Hogwarts e outras novidades da história.
Além disso, os personagens Alvo Dumbledore, Newt Scamander, Queenie e Tina Goldstein, Jacob Kowalski, Teseu Scamander, Gerardo Grindelwald, Leta Lestrange e Credence Barebone ganham novas artes individuais (link abaixo).
Links para trailer

YouTube
Download

Sobre o filme
Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald, da Warner Bros. Pictures, é a segunda das cinco novas aventuras do Mundo Bruxo de J.K. Rowling.
No final do primeiro filme, o poderoso mago das trevas Gerardo Grindelwald (Johnny Depp) foi capturado pelo MACUSA (Congresso Mágico dos Estados Unidos da América) com a ajuda de Newt Scamander (Eddie Redmayne). Contudo, cumprindo sua promessa, Grindelwald fugiu da prisão e passou a reunir seguidores que, na maioria dos casos, desconheciam suas verdadeiras intenções: criar magos de sangue puro para dominar todos os seres não mágicos.
Na tentativa de frustrar os planos de Grindelwald, Alvo Dumbledore (Jude Law) recruta seu ex-aluno Newt Scamander, que concorda em ajudá-lo, sem saber dos perigos que enfrentará pelo caminho. Dois lados se enfrentam, à medida que o amor e a lealdade são postos à prova, até mesmo entre amigos e famílias, em um mundo de bruxaria cada vez mais dividido.
O filme é estrelado por Eddie Redmayne, Katherine Waterston, Dan Fogler, Alison Sudol e Ezra Miller, Zoë Kravitz, Callum Turner, Claudia Kim, William Nadylam, Kevin Guthrie, Carmen Ejogo, Poppy Corby-Tuech; com Jude Law e Johnny Depp.

Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald é dirigido por David Yates, a partir de um roteiro de J.K. Rowling. O filme é produzido por David Heyman, J.K. Rowling, Steve Kloves e Lionel Wigram. Tim Lewis, Neil Blair, Rick Senat e Danny Cohen são produtores executivos.
O filme reúne o time criativo do primeiro "Animais Fantásticos", incluindo o diretor de fotografia vencedor do Oscar Philippe Rouseelot ("Nada é Para Sempre"), o designer de produção vencerdor de três Oscars Stuart Craig ("O Paciente Inglês", "Ligações Perigosas", "Ghandi", franquia "Harry Potter"), a figurinista vencedora de quatro Oscars Colleen Atwood ("Chicago", "Memórias de uma Gueixa", "Alice no País das Maravilhas", "Animais Fantásticos e Onde Habitam"), e o editor de longa data dos filmes de Yates, Mark Day (últimos quatro filmes "Harry Potter"). A trilha é do compositor indicado a oito Oscars James Newton Howard ("Um Ato de Liberdade", "Conduta de Risco", franquia "Jogos Vorazes").
Com estreia marcada para 15 de novembro de 2018, o filme será distribuído mundialmente em versões 2D e 3D, em salas selecionadas; e IMAX, pela Warner Bros. Pictures, uma empresa da Warner Bros. Entertainment.


terça-feira, 18 de setembro de 2018

"FESTIVAL REMASTER, CLáSSICOS DO CINEMA BRASILEIRO" também em Curitiba



Festival Remaster, Clássicos do Cinema Brasileiro” traz filmes de volta às telas como você nunca viu
Evento exibe, em sua primeira edição, ícones do cinema nacional remasterizados, em diversas cidades do país, entre os dias 20 e 26 de Setembro
O projeto remonta a experiência de estreia cinematográfica em salas de cinema e conta com apoio da Espaço Z.

Entre os dias 20 e 26 de Setembro, acontece, simultaneamente em sete cidades do Brasil, o “Festival Remaster, Clássicos do Cinema Brasileiro”. O evento, que leva às salas de cinema produções clássicas da sétima arte brasileira remasterizadas, remonta a experiência de quando esses filmes estrearam, numa rara oportunidade de rever – ou até mesmo assistir pela primeira vez – na tela grande, filmes altamente significativos para a nossa cultura, valorizando o cinema, a nossa memória e nossa história.

Vidas Secas (1963), de Nelson Pereira dos Santos; O Homem da Capa Preta (1986), de Sergio Resende; República dos Assassinos (1979), de Miguel Farias Jr; Luz Del Fuego (1982), de David Neves; Vai Trabalhar Vagabundo (1973), de Hugo Carvana; O Assalto Ao Trem Pagador (1962), de Roberto Farias; e os documentários Os Doces Bárbaros (1977), de Jom Tob Azulay; e Carmem Miranda: Banana Is My Business (1995), de Helena Solberg são os filmes que serão exibidos em oito salas nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Porto Alegre e Salvador.

"Preservação, acervo, memória e cultura brasileira. Uma discussão sobre a vasta qualidade do cinema nacional a partir da apresentação de diversos títulos agora remasterizados com qualidade digital e de volta às salas espalhadas pelo Brasil. Uma homenagem aos cineastas brasileiros em toda a força de sua vitalidade original. É disso que trata o Festival Remaster” explica Alexandre Rocha, um dos realizadores do Remaster.
Filmes que marcaram época, foram premiados e aclamados pelo público, levaram milhares de pessoas ao cinema, emocionaram, instigaram, fazem parte do nosso imaginário coletivo - e são referência para várias gerações.  “O processo de poder termos, de volta aos cinemas, filmes que marcaram época e que nos contam muito de nossa história é fundamental e tem que ser contínuo. Esse é um movimento que deveria ser mundial, pois não podemos perder nossa memória. Em 2018, iniciamos uma nova onda com o Festival Remaster, que é apenas o começo, e que representa um projeto bem mais amplo”, antecipa Marcelo Pedrazzi, um dos produtores do Festival.

"É um orgulho realizar o Festival Remaster e ele já começar em diversas cidades. Estar envolvida na produção deste projeto relevante para a memória do cinema nacional é cuidar da preservação da nossa cultura. Que seja a primeira de muitas edições” comenta Cristiana Cunha, produtora do projeto.

A produção cinematográfica brasileira ao longo de todo o século XX nos presenteou com algumas obras primas. No entanto, os filmes produzidos até o início do século XXI, quando a revolução digital chegou ao cinema, em sua enorme maioria, não possuem uma master apta a ser exibida nos projetores modernos. O Festival Remaster nasce para encontrar o público e para somar ao caminho necessário para promover a preservação, a história, o legado do cinema brasileiro e a importante ação de formação de plateia. “A programação do Festival resgata a memória do nosso cinema, conversa com nossa história, fala da nossa sociedade, na ficção e em documentários. E também do legado cinematográfico até aqui. Mas não é somente isso. Pensamos o Festival como uma forma em que o espectador reencontre nos ícones do cinema brasileiro, toda a força da produção nacional, quando falamos de sétima arte. Queremos dar caráter de nova estreia a estes filmes, ao revistarmos títulos tão relevantes. É uma nova experiência na sala de cinema”, conta Vitor Brasil que produz o Festival Remaster.

Serão sete dias corridos, como projeções que a imensa maioria das pessoas nunca teve a oportunidade de ver na tela dos cinemas. Um evento com filmes premiados em diversos festivais nacionais e internacionais, clássicos do cinema brasileiro com qualidade exemplar, agora oferecidos ao grande público. Valorizar a sétima arte produzida no Brasil, mostrando a importância e a riqueza da nossa cultura, este é o principal objetivo do Festival Remaster.

E ainda vale registrar, a partir de 8 de Outubro, o Festival Remaster continua na grade do Canal Brasil, que exibirá, sempre às segundas e terças, à 0h15, películas que fazem parte do festival, em uma faixa especial no Canal Brasil.

Idealizado pelos produtores Alexandre Rocha, Cristiana Cunha, Marcelo Pedrazzi e Vitor Brasil, o Festival Remaster conta com diversos apoiadores essenciais à sua realização como a Globo Filmes (TV GLOBO), o Canal Brasil (GLOBOSAT) e a Rádio Globo como sua rádio oficial. Tem apoio promocional do Adoro Cinema e apoio institucional da Academia Brasileira de Cinema. A Espaço Z é sua agência e é realizado através da parceria exclusiva com os Cinemas Espaço Itaú de Cinema e Cinearte Petrobras. O Festival Remaster é uma produção da Afinal Filmes.

SOBRE O EVENTO:
Abertura: 19 de Setembro (quarta-feira), no cinema Espaço Itaú de Cinema (Praia de Botafogo, 316), com a exibição do longa Vidas Secas.
Período do Festival: de 20 a 26 de Setembro.
A PROGRAMAÇÃO
VIDAS SECAS, de Nelson Pereira dos Santos
O HOMEM DA CAPA PRETA, de Sergio Resende
OS DOCES BÁRBAROS (doc), de Jom Tob Azulay
REPÚBLICA DOS ASSASSINOS, de Miguel Farias Jr.
LUZ DEL FUEGO, de David Neves
CARMEM MIRANDA: BANANA IS MY BUSINESS (doc), de Helena Solberg
VAI TRABALHAR VAGABUNDO, de Hugo Carvana
O ASSALTO AO TREM PAGADOR, de Roberto Farias

* EM CURITIBA SERÁ NO ITAÚ CULTURAL. 

Locais: 7 cidades e um total de 8 cinemas:
RJ – Espaço Itaú Botafogo
SP – (2 salas)– Espaço Itaú Augusta e Cinearte Petrobras
Curitiba – Espaço Itaú
Porto Alegre – Espaço Itaú
Brasília  - Espaço Itaú
Belo Horizonte – Cine Belas Artes
Salvador – Espaço Itaú Glauber Rocha

Acompanhe mais e saiba da programação no facebook do

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

DESTAQUE EM TRAILER INÉDITO DE “O PRIMEIRO HOMEM”, COM RYAN GOSLING

Dirigido pelo ganhador do Oscar Damien Chazelle, longa foi
recebido com aplausos durante exibição no Festival de Veneza

A Universal Pictures divulga hoje, em lançamento mundial, um novo trailer de “O Primeiro Homem” (First Man) – filme que foi responsável por abrir o Festival de Veneza deste ano com participação do diretor Damien Chazelle e do ator Ryan Gosling. Para assistir ao trailer, clique aqui.

Baseado no livro de James R. Hansen, o longa é um recorte visceral em primeira pessoa sobre uma das missões mais perigosas da história: a chegada do homem à Lua. A história explora os sacrifícios e os custos – de um homem e de uma nação – a fim de completar a jornada da NASA durante o período de 1961-1969.

Com roteiro de Josh Singer, vencedor do Oscar por “Spotlight – Segredos Revelados”, o drama é produzido por Wyck Godfrey e Marty Bowen, de “A Culpa é das Estrelas”.      No elenco, além de Gosling – que retoma a parceria de sucesso de “La La Land” ao lado de Damien Chazelle – estão Claire Foy, Jason Clarke, Kyle Chandler, Patrick Fugit, Ciaran Hinds, Ethan Embry, Shea Whigham, Corey Stoll e Pablo Schreiber.

O filme chega em 11 de Outubro nos cinemas brasileiros.

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

PÉPEQUENO, PRÉ-ESTREIA NA ABERTURA DO FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA INFANTIL



O evento acontece em 22 de Setembro na Cinemark do Shopping Eldorado

A Warner Bros. Pictures confirma a pré-estreia brasileira de PéPequeno, nova aventura de animação para todas as idades, na abertura do Festival Internacional de Cinema Infantil 2018 (FICI), em 22 de setembro, em evento para convidados. Pela primeira vez, um único filme será exibido na abertura do festival, que vai para sua 16ª edição.

Com direção de Karey Kirkpatrick, o longa vira o mito de cabeça para baixo quando um jovem iéti encontra algo que ele achava que não existia – um humano.
No Brasil, o humorista Wellington Muniz (Ceará) que dará voz ao personagem Thorp, filho do líder da vila e um seguidor de regras nato. Além de Ceará, o elenco de voz brasileiro terá Marcelo Garcia como Migo, Ana Elena Bittencourt como Meechee, Raphael Rossatto como Percy, Guilherme Briggs como Gwangi, Flavia Fontenelle como Kolka, Luiz Carlos Persy como o Guardião da Pedra, Mckeidy Lisita como Fleem, Ronaldo Julio como Dorgle, Pamella Rodrigues como Brenda e Philippe Maia como Gary.

Sobre o FICI
Há 15 anos o FICI promove a cinematografia brasileira e exibe títulos de várias nacionalidades, que expressam a qualidade e diversidade das obras cinematográficas dedicadas à infância. Nas 15 edições já realizadas o festival exibiu mais de 950 filmes de 36 países, para mais de 1,6 milhão de espectadores. Único festival de cinema dedicado ao público infantojuvenil com abrangência nacional, o FICI - Festival Internacional de Cinema Infantil - chega à sua 16ª edição em 2018, exibindo mais de 100 filmes, entre curtas e longas-metragens, além de eventos especiais, sessões com debates, projeto social "A Tela na Sala de Aula" e um Fórum de encontros e debates.

Sobre o filme
Uma aventura de animação para todas as idades, com música original e um elenco de estrelas, PéPequeno vira o mito de cabeça para baixo quando um jovem e genial iéti encontra algo que ele achava que não existia – um humano.
A revelação deste "PéPequeno" traz preocupação à comunidade dos iétis sobre o que pode existir além de seu pequeno vilarejo nas neves em uma nova e divertida história sobre amizade, coragem e a alegria da descoberta.
A versão original de PéPequeno é estrelada por Channing Tatum ("LEGO Batman: O Filme", filmes "Anjos da Lei") como o iéti Migo; e James Corden ("Trolls", "Emoji: O Filme") como o PéPequeno, Percy. O filme também é estrelado por Zendaya ("Homem-Aranha: De Volta ao Lar"), Common ("Selma - Uma Luta pela Igualdade"), LeBron James (do inédito "Space Jam 2"), Danny DeVito ("O Lorax: Em Busca da Trúfula Perdida", indicado ao Oscar por "Erin Brockovich - Uma Mulher de Talento"), Gina Rodriguez (da série "Jane the Virgin"), Yara Shahidi (da série de TV "Black-ish"), Ely Henry (da série de TV "Justice League Action") e Jimmy Tatro ("Anjos da Lei 2").

PéPequeno é dirigido por Karey Kirkpatrick, diretor vencedor do prêmio Annie por "Os Sem-Floresta" e indicado ao prêmio Annie pelos roteiros de "A Fuga das Galinhas" e "James e o Pêssego Gigante". O filme é produzido por Bonne Radford ("George, o Curioso"), Glenn Ficarra ("Cegonhas - A História que Não te Contaram", da série de TV "This is Us",) e John Requa ("Cegonhas - A História que Não te Contaram", da série de TV "This is Us").
Os produtores executivos são Nicholas Stoller, Phil Lord, Christopher Miller, Jared Stern, Karey Kirkpatrick, Sergio Pablos, Courtenay Valenti, e Allison Abbate. A equipe criativa inclui o editor Peter Ettinger e o compositor Heitor Pereira.
O filme estreia nos cinemas brasileiros a partir de 27 de setembro de 2018.
Da Warner Bros. Pictures e Warner Animation Group, PéPequeno será distribuído mundialmente pela Warner Bros. Pictures.

Informações gerais para a imprensa disponíveis para download em: