quinta-feira, 23 de outubro de 2014

PALLADIUM PROMOVE SESSÃO DE CINEMA À FANTASIA EM COMEMORAÇãO DO HALLOWEEN

Os primeiros a se inscreverem garantem ingresso, pipoca e refrigerante

Em Outubro é tradicionalmente comemorado o Halloween. Diversos estabelecimentos preparam eventos especiais, lembrando o Dia das Bruxas. O IMAX Palladium, em parceria com o Shopping Palladium, preparou uma comemoração diferente. O cinema inova mais uma vez e convida os fãs de Drácula para assistirem uma sessão especial do filme, neste 24 de Outubro, às 22h. Detalhe, a plateia deve estar fantasiada. A sessão é exclusiva para fãs do IMAX Palladium.

Os participantes foram selecionados por meio da fanpage do Palladium e do IMAX. “Sempre promovemos ações diferenciadas por meio das nossas páginas nas mídias sociais. É importante curtir o Palladium Curitiba e o IMAX Palladium no Facebook para ficar sabendo de tudo de diferente que estamos preparando especialmente para vocês. A Parceria IMAX e Palladium sempre tem uma inovação em vista! Estamos sempre pensando em ações que proporcionem uma experiência única para todos que vem à nossa sala.”, destaca o gerente do IMAX Palladium, Edson Garcia. Para curtir as páginas basta acessar os seguintes endereços: facebook.com/imaxcuritiba e facebook.com/shoppingpalladium.

Os selecionados acompanharão o filme Drácula – A História Nunca Contada - gratuitamente, com direito a pipoca e refrigerante. A ação interativa é exclusiva para os clientes que curtem o Palladium e o IMAX Palladium no Facebook. Os participantes irão se surpreender, uma vez que o lobby e a sala de exibição estarão tematizados e os colaboradores do IMAX estarão à rigor, com maquiagem especial para o Dia das Bruxas. Os interessados a assistir à sessão Cinema à Fantasia, já foram escolhidos.

“O Palladium busca comemorar todas as datas de uma forma diferente. Nossos clientes esperam algo inovador e surpreendente. Por isso, a cada nova comemoração temos um novo desafio”, declara a gerente de Marketing do Palladium, Maria Aparecida de Oliveira. Segundo a gerente, todas as ações têm o foco de gerar aproximação e envolver os clientes. “Eles sempre são nossos convidados especiais, essenciais para o sucesso de cada evento. Tenho certeza que o Cinema à Fantasia vai ser um sucesso”, diz.

Venha participar, se vista à caráter e entre nesta festa conosco!

Serviço:  Cinema à Fantasia
Quando: 24 de oOtubro de 2014, às 22h
Onde: Palladium Shopping Center 
Preço: gratuito

 

FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA DA BIENAL EXIBE MAIS DE CEM FILMES

 Mostras Panorama do Cinema Mundial e Panorama do Cinema Brasileiro apontam caminhos do cinema atual 

Na edição deste ano, o Festival Internacional de Cinema da Bienal de Curitiba (FICBIC) leva ao público o Panorama do Cinema Mundial e Panorama do Cinema Brasileiro, seleções que reúnem filmes de diretores que já demonstraram excelência ao longo de suas carreiras e obras que mostram os novos caminhos da juventude da sétima arte.

Com a curadoria assinada por Sérgio Alpendre, crítico de cinema e jornalista, a programação do Panorama do Cinema Mundial inclui produções importantes e que merecem ser vistas pelo público. São obras de diretores de diversos países, como O Sétimo Código (Kiyoshi Kurusawa, Japão), Dois Disparos (Martín Rejtman, Argentina), Pessoas-Pássaro (Pascale Ferran, França) e a estreia mundial de Dois Casamentos, do brasileiro Luiz Rosemberg Filho que teve todos os seus filmes censurados durante a ditadura e volta em 2014 depois de um longo período fora do circuito. Rosemberg participa de um debate sobre o cinema brasileiro na quinta (6/11) às 16h na Cinemateca de Curitiba.

Dois Casamentos.
O Panorama do Cinema Brasileiro inclui curtas e média-metragem que refletem sobre diálogos cinematográficos entre as obras, além de explorar a transversalidade das linguagens, formatos e temas. Alguns filmes desta mostra são Frineia, de Aline Portugal, A Premonição, de João Gabriel Paixão, e Reconciliados, de Pedro Faissol, além do média Cartas de Ourinhos, de Joel Yamaji.
 

Indo além das exibições de filmes, o FICBIC organizou um debate com o curador Sérgio Alpendre e jornalistas convidados dentro do contexto do panorama do cinema mundial, que vai discutir os filmes selecionados e abrir um espaço de crítica e reflexão acerca dos rumos cinematográficos.

Mais do que um painel do que aconteceu nos festivais internacionais em 2013 e 2014, o FICBIC pretende apontar caminhos ainda pouco vistos e pensados dentro do cinema contemporâneo. As duas mostras acontecem entre os dias 3 e 8 de Novembro no Espaço Itaú de Cinema e na Cinemateca de Curitiba. Os ingressos são gratuitos e a programação completa está disponível no site do FICBIC.

Sobre o Festival Internacional de Cinema da Bienal de Curitiba
Realizado há 20 anos dentro da programação da Bienal de Curitiba, o Festival Internacional de Cinema da Bienal de Curitiba (FICBIC) passa a ser anual a partir de 2014. Serão mais de cem filmes exibidos entre curtas, longas e documentários nacionais e estrangeiros em uma programação totalmente gratuita. Além dos filmes, o festival conta com seminários, workshop, exposição de arte e ações sociais levando o cinema às escolas públicas. O Festival Internacional de Cinema da Bienal de Curitiba 2014 é organizado pela Bienal Internacional de Curitiba em parceria com UNESPAR- Universidade Estadual do Paraná, UFPR- Universidade Federal do Paraná, Fundação Cultural de Curitiba, Prefeitura Municipal de Curitiba, Secretaria de Estado da Cultura do Governo do Paraná e Ministério da Cultura do Governo Federal por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Sobre Sérgio Alpendre
Sérgio Alpendre é crítico de cinema, professor, pesquisador e jornalista. Colaborador da Folha de S.Paulo desde 2008. Mestre em Meios e Processos Audiovisuais pela ECA - USP. Coordenador do Núcleo de História e Crítica da Escola Inspiratorium. Oficineiro do programa Pontos MIS. Edita a Revista Interlúdio (www.revistainterludio.com.br) e o blog Chip Hazard (chiphazard.zip.net). Fundou e editou a Revista Paisà, publicação impressa sobre cinema (2005-2008). Foi redator fixo da Contracampo (revista eletrônica de crítica de cinema (2000-2010). Escreveu para veículos importantes como Bravo, Foco, Movie, Filme Cultura, UOL Cinema e Cineclick. Foi curador das mostras Retrospectiva do Cinema Paulista e Tarkovski e seus Herdeiros, editando também os catálogos de tais mostras. Participa de seleções e júris em festivais de cinema, além de ministrar cursos de história do cinema e oficinas de crítica por todo o Brasil.
 
 

Serviço: Festival Internacional de Cinema da Bienal de Curitiba – FICBIC 2014
Data: de 28 de Outubro a 8 de Novembro
Entrada Franca
Locais: Cine Guarani (Portão Cultural), Espaço Itaú de Cinema (Shopping Crystal), Cinemateca de Curitiba, Sesc Paço da Liberdade, Auditório Brasílio Itiberê, Equipamentos do Portal do Futuro.
Patrocínio: Petrobras, Copel, Sanepar e TIM
Promoção: Gazeta do Povo, Mundo Livre FM e RPC TV  

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA " DESAPEGO" DE TATIANA NASSER

Exposição fotográfica “Desapego” realiza coquetel de abertura será a partir das 19h desta sexta-feira, dia 24, na On The Road Business Center, em Curitiba

As oito fases do Desapego (Dor, Tremor, Vazio, Silêncio, Hostilidade, Introspecção, Leveza e Libertação da Alma) são o tema da exposição fotográfica da curitibana Tatiana Nasser, que será aberta ao público na noite desta sexta-feira, dia 24, na On The Road Business Center (Rua Conselheiro Carrão, 445, Hugo Lange - Curitiba).
 
A partir das 19h, será servido coquetel aos visitantes, que serão orientados a seguir roteiro de visualização das 52 imagens, que estarão expostas em uma ordem que representa o processo do desprendimento material ou emocional, do início ao fim. A descrição é breve para cada fase, e a intenção é causar no expectador uma experiência sensorial na visualização e entendimento das imagens, que foram capturadas desde o ano de 2005 nos três estados do Sul do Brasil.

Em seus estudos sobre o tema, Tatiana Nasser acredita que o sentimento de desapego acompanha as pessoas desde o dia do nascimento. “Assim sendo, não há um só dia em que não se vive o desapego, mesmo que de forma inconsciente.” Depois de participar de algumas mostras coletivas no exterior desde 2012 (como a Exibição Internacional de Fotografia pelos Direitos Humanos, no Iraque, e New Hope for Kids, nos EUA), esta será sua primeira exposição individual.  
 

Todas as imagens estarão à venda com exclusividade, sem tiragens adicionais. Elas têm formatos variados e foram impressas em Jet Mount UV. A técnica consiste em uma base de espuma como suporte, de modo que o público tenha entendimento apenas da imagem, sem interferência de molduras.

 

Tatiana Nasser
Aos sete anos de idade, ganhou de seu pai, um fotógrafo amador, a primeira câmera fotográfica, uma Olympus Trip 35. "Penso que aprendi a ler nos livros de fotografia do meu pai, e fui adiante, pois queria ver o que ele via através daquela máquina, que para mim era como mágica", lembra a fotógrafa. No ano de 2011, em uma feliz coincidência, conheceu Dico Kremer, um dos mais conceituados fotógrafos brasileiros, com quem teve a oportunidade de trabalhar e aprender mais sobre a arte de fotografar. Segunda a jornalista Maria Luiza Mercuri, a ideia da fotógrafa com as imagens é provocar reações.

Com olhar delicado, atento e por vezes melancólico, Tatiana cria, sobretudo com a geometria das paisagens e com retratos anônimos, uma atmosfera à la Cartier-Bresson. Tem predileção pelos retratos que captam a essência das pessoas. Acredita na fotografia como arte em oposição a produções em série. Qualidade em vez de quantidade. Sua fotografia é intuitiva e espontânea,” escreveu certa vez Maria Luiza. Suas imagens são frequentemente adquiridas por compradores e colecionadores do exterior. Conheça um pouco mais de seu trabalho acessando www.tatiananasser.com.

  
 
 
 
 
 
Serviço: Exposição fotográfica Desapego, de Tatiana Nasser
Coquetel de abertura: Sexta-feira, dia 24 de Outubro, a partir das 19h.
Encerramento: 20 de Dezembro.
Onde: On The Road Business Center – Rua Conselheiro Carrão, 445
Visitação: Segunda a sexta-feira, das 8h às 21h.
Sábado das 8h às 12h.
Entrada Gratuita.
Informações: www.ontheroadidiomas.com.br /

 

 

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

FLORIANÓPOLIS TERÁ FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA NA ÁREA AMIENTAL

Mude o seu Olhar. Descubra a Terra. Com este slogan, está sendo realizada em Santa Catarina a primeira edição do Festival Internacional de Cinema Socioambiental – Planeta.Doc.  Viabilizado pelo Governo do Estado de Santa Catarina por meio do Fundo Estadual de Incentivo à Cultura (Funcultural), e com o apoio da UFSC e UDESC, o projeto segue até o final de novembro com a proposta de unir cinema, educação e sustentabilidade.

Partimos da premissa de que a arte é uma das principais formas de sensibilizar a sociedade sobre as questões ambientais. Queremos discutir a sustentabilidade através do cinema, aliando a reflexão global à local”, destaca a idealizadora do projeto, produtora cultural e documentarista Mônica Linhares, jornalista formada pela UFSC.
As ações iniciaram com o lançamento do concurso audiovisual Meu Mundo Mais Vivo, direcionado a estudantes de ensino fundamental, médio e universitário de Santa Catarina. O objetivo é fomentar a reflexão de crianças, adolescentes e jovens sobre a destruição da natureza e revelar ações que vêm contribuindo para a sua preservação.
Os filmes devem ter até um minuto e podem ser gravados com qualquer dispositivo eletrônico. As inscrições estão abertas até o dia 21 de Novembro e podem ser feitas na sessão Meu Mundo Mais Vivo do site do festival (www.planetadoc.com). Os vencedores receberão prêmios em dinheiro (R$ 5 mil cada categoria).
 O Planeta na Escola 
O projeto também promoverá até o final do ano a exibição de filmes socioambientais em instituições de ensino, possibilitando aos estudantes o acesso à problemática mundial do meio ambiente.
Realizada em parceria com a Aequo Sustentabilidade, a ação disponibilizará gratuitamente aos professores filmes, documentários e animações que contribuam para a educação de crianças e jovens.
Os filmes apresentados nas escolas discutirão questões como: radioatividade, emissões de carbono, efeito socioambiental do uso de armas, destinação do lixo, poluição da água, entre outros temas de relevância.
Mostra aberta ao público 
Já a mostra ao grande público acontecerá de 14 a 21 de novembro em Florianópolis, com acesso gratuito em vários espaços públicos. Serão exibidos alguns dos mais importantes filmes socioambientais em nível internacional. Estão previstas também exposições fotográficas, peças teatrais, palestras e debates.
Um dos destaques do Planeta.Doc será a participação do CineEco, um dos mais antigos festivais do gênero na Europa. A Mostra CineEco, Seia  - Portugal terá 40 filmes exibidos na Capital Catarinense.
 
O Planeta.Doc receberá também a Mostra do FICA Itinerante - Festival Internacional de Cinema Ambiental, que traz as produções vencedoras da edição 2014. O FICA é um dos mais antigos e consolidados festivais do gênero no país, realizado há 16 anos.
O objetivo da organização é integrar ao projeto cineclubes e associações, a fim de democratizar e facilitar o acesso da população e ampliar o debate público sobre a sustentabilidade. Organizações interessadas em participar podem contatar a organização do festival pelo site: www.planetadoc.com

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

IBEMA DIVULGA VENCEDORES DO PRÊMIO DE GRAVURA

No próximo dia 31 de Outubro será aberta a exposição no Museu Guido Viaro, em Curitiba, que marcará a entrega dos prêmios da 4a edição do Prêmio Ibema Gravura. A grande vencedora foi a artista Amanda Godoi Barros, com a obra Rinocerontes.

A gravura foi a escolhida do júri composto pela artista plástica e especialista em Gravura Uiara Bartira, o professor especialista em Design Fabio Mestriner, o advogado Constantino Viaro – filho do pintor paranaense Guido Viaro – e pelo professor da Escola de Música e Belas Artes do Paraná Pedro Goria. Os especialistas se reuniram em Curitiba, no início do mês, para analisar as 88 obras recebidas.  Neste ano, o prêmio recebeu obras internacionais vindas de países como Itália e Alemanha. “Percebi um nível competente dos trabalhos e uma melhora na impressão das gravuras em relação a última edição”, relatou Uiara Bartira.

Os 20 primeiros colocados receberam prêmios, menções honrosas e o catálogo com as obras que participaram desta edição. 
Confira a lista dos 20 melhores trabalhos:
1° Lugar: Amanda Godoi Barros
Obra: Rinocerontes

2° Lugar: Márcio Pelozo
Obra: Estranhos

3° Lugar: Toni Cesar Graton
Obra: O abrir das cortinas 

4° Lugar: Vitoria Albino Borges da Cruz
Obra: Os cegos 

5° Lugar: Christine da Silva Pereira
Obra: Sem título

6° Lugar: Barbara Arndt
Obra: Lago mudo

7° Lugar: Mirelle Lucas
Obra: A destruição do frágil: nada mais adianta 

8° Lugar: Arthur Luiz Prati
Obra: Caminhos de percepção 

9° Lugar: Gilberto Gil Jesse de Oliveira
Obra: Travessia 

10° Lugar: Tiago dos Santos Rego
Obra: Eu e eu

11° Lugar: Valdir Francisco
Obra: "Tramas urbanas" 

12° Lugar: Silvio Cesar de Bettio
Obra: As coisas e os pensamentos 

13° Lugar: Adriel Figuerêdo da Silva
Obra: Sem título 

14° Lugar: Igor Rodacki
Obra: Sem mais sentimentos 

15° Lugar: Carla Maria Estima Chaves
Obra: O sapateiro 

16° Lugar: Carmen Lucia Niederhacebock
Obra: Sizinho 

17° Lugar: Anne Caroline Barbalho
Obra: A cerca amarela 

18° Lugar: Maria Teresa Calmon Abagge
Obra: Sem titulo 

19° Lugar: Marcela Eduarda Simoni
Obra: Filhote 

20° Lugar: Maria de Lourdes Brandão Hecke - Malu Brandão
Obra: Inquietude 

Prêmio Ibema Gravura
O Prêmio Ibema Gravura tem como objetivo promover a cultura da gravura e revelar potenciais nomes dessa arte no Brasil. Participam estudantes de design, artes gráficas, artes visuais ou outro curso que tenha referência às artes gráficas de todo o país. “Especial como seu talento” é o slogan do prêmio, que recebeu trabalhos com técnicas de gravura como serigrafia, metal, linóleo, xilogravura, etc.
Para saber mais sobre essa edição do prêmio, acesse www.premioibemagravura.com.br

SERVIÇO:  Abertura e premiação do 4o Prêmio Ibema Gravura
Dia 31/10 – sexta-feira, a partir das 19h
Museu Guido Viaro – Rua XV de Novembro, 1348 – Centro – Curitiba/PR

BEL FERREIRA EXPÕE FOTOGRAFIAS DE BEBÊS NO PARKSHOPPINGBARIGÜI

Exposição fica em cartaz durante o mês de outubro na Galeria Gourmet
A fotógrafa curitibana Bel Ferreira, especializada no estilo newborn, acaba de inaugurar uma exposição com fotos especiais de bebês na galeria do Park Gourmet, no ParkShoppingBarigüi. A mostra retrata fotos de recém-nascidos em poses diversas e ficará em cartaz durante o mês de outubro. São quatro quadros duplos de imagens de bebês num ambiente aconchegante.
Desde 2011, Bel Ferreira tem estudado e se especializado em fotografia. Fez vários cursos, participou de congressos e workshops, entre eles com Kelley Ryden e Tracy Raver, as fotógrafas norte-americanas que desenvolveram o estilo newborn, além de Danielle Hamilton, fotógrafa brasileira que mora na Austrália.

"Sou extremamente feliz com meu trabalho, me sinto mais realizada a cada dia, principalmente por estar em contato com bebês, estes verdadeiros anjos, que deixam meus dias mais felizes e iluminados."
Além de fotógrafa, Bel Ferreira tem formação em Professional Coaching e Analista Comportamental, pelo IBC (Instituto Brasileiro de Coaching). Essa formação possibilitou o desenvolvimento de consultoria especializada no ramo de fotografia de Newborn.

 

domingo, 19 de outubro de 2014

FILMES DA MOSTRA AVEC ABREM O I FESTIVAL LUZ DE CINEMA

A  abertura do I Festival Luz de Cinema Latino-Americano acontece nesta segunda-feira (20), às 19h, no hall da FTD Digital Arena, no Campus de Curitiba da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. A primeira noite de evento contará com a exibição de filmes em curtas-metragens dos realizadores e convidados da Associação de Cinema e Vídeo do Paraná, na Mostra Avec.
 
De acordo com o diretor sócio cultural da Avec, Luigi De Franceschi, o objetivo da mostra é exibir os filmes num local acadêmico e diferenciado, como o fulldome. “Essa é uma nova experiência em sala de exibição e com um público diversificado. O que pretendemos passar à plateia são questões inerentes aos temas de cada filme”, explica o diretor.

No festival, serão exibidos quatro filmes que foram convidados pela entidade do audiovisual no estado. Segundo o diretor, os filmes já haviam sido escolhidos para participar de mostras pelo Paraná e estavam em espera, para que, quando houvesse uma mostra aberta, eles pudessem ser incluídos.

Filmes - A ideia do curta “Medo de Sangue”, de Luciano Coelho, nasceu no momento de uma doação de sangue. O diretor, ao fazer o movimento de abrir e fechar a mão, começou a pensar na possibilidade de contar uma história que envolvesse aquele movimento e uma personagem que estivesse doando sangue para alguém que ama em uma situação de vida ou morte. “A maior dificuldade foi escrever o roteiro, já que acontece de forma não cronológica, misturando alucinações e realidade. A história pretende mostrar que nunca sabemos o que acontece na cabeça do outro e por isso, criamos alucinações para nós mesmos”, revela.

O filme “Ovos de dinossauro na sala de estar”, de Rafael Urban, teve inspiração na própria protagonista da obra, a Ragnhild Borgomanero. Para o diretor, a personagem tornou todo o processo de fazer um filme mais pleno e interessante. “Penso que o importante é a forma com o público recebe o trabalho. Assim, mais do que qualquer desejo meu em transmitir algo, o interessante é o modo como isso chega do outro lado. De toda forma, eu pontuaria que me interessa muito a paixão e dedicação com que a Ragnhild se dedica à preservação de suas memórias com seu falecido marido, Guido”, confessa. 
 
O documentário “O Oitavo”, de Estevan Silveira, retrata a história de vida de um grande pequeno artista do teatro. Para o diretor, a maior inspiração foi a vida e obra deste artista. Segundo Estevan, o filme foi realizado com recursos próprios e essa foi, sem dúvidas, uma das grandes dificuldades. “Com esse filme pretendo que as pessoas reflitam e conheçam sobre a luta de um artista para ser reconhecido. Acredito que esses festivais de cinema e vídeo, são a única janela para mostrarmos nossos trabalhos”, desabafa.
 
Além desses filmes, o curta “Seiva bruta”, de Maurício Ramos Marques, também será exibido na abertura do festival. Para os realizadores, é uma oportunidade de o filme ser visto em um evento novo que está nascendo na cidade.

Serviço: I Festival Luz de Cinema Latino-Americano
De 20 a 25 de Outubro de 2014
Local: FTD Digital Arena – Campus Curitiba PUCPR
Rua Imaculada Conceição, 1155 – Prado Velho
Mais informações e inscrições: www.festivalluzdecinema.com.br

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

RICTV OESTE APOIA FESTIVAL DE CURTA DE TOLEDO

Com várias câmeras na mão e muitas ideias na cabeça, festival pretende exaltar potencial artístico-cultural da região
 
Levando em conta o desenvolvimento cultural e social, a RICTV Oeste, do Grupo RIC Paraná, apoia o 1º Festival de Curta Metragem de Toledo, realizado na semana de 19 a 26 de outubro de 2014. A RICTV Oeste realizará a cobertura e veiculação do evento, além de marcar presença na cerimônia de abertura do festival.
Para o Grupo RIC é essencial buscar a aproximação com a comunidade. Nós sempre prestigiamos eventos que contribuam com o desenvolvimento sociocultural, como o 1º Festival de Curta Metragem de Toledo, que além de tudo, procura incentivar a produção audiovisual e cultural da região de Toledo”, destaca o diretor de conteúdo do Grupo RIC, José Nascimento.
 
O Festival, amador e sem fins comerciais, contará com diversas atividades realizadas na cidade de Toledo, como espaços para debates, oficinas, além da Maratona Cinematográfica, quando os participantes terão 48 horas para escrever o roteiro, filmar e editar um curta metragem de até 03 minutos. O tema do filme será sorteado na abertura do evento no domingo, dia 19.
O projeto foi inspirado no Curta Iguassu Fast Forward Brasil, realizado em Foz do Iguaçu, que baseou sua realização no conceito desenvolvido originalmente em Chicago, a partir de onde se propagou por diversos países. Para mais informações www.toledo.pr.gov.br/curtatoledo/.
 
 

INSTITUTO HISTÓRICO E CULTURAL DA LAPA APRESENTA A MOSTRA MAZZAROPI

 Os participantes terão exercícios práticos e produzirão documentários que serão exibidos na abertura do VII Festival de Cinema da Lapa
 
O Instituto Histórico e Cultural da Lapa e o Instituto Borges da Silveira irão promover a Mostra Mazzaropi, que apresentará quatro filmes de um dos maiores cômicos do cinema brasileiro: Amácio Mazzaropi. O evento faz parte da programação do VII Festival de Cinema da Lapa, que começa no próximo dia 25 de Novembro.
 
Os filmes serão apresentados no próximo fim de semana, nos dias 18 e 19 de Outubro, e nos dias 25 de Outubro e 8 de Novembro. A mostra itinerante passará por quatro importantes locais da cidade da Lapa (PR) e as exibições serão gratuitas.
 
O primeiro filme a ser exibido será “O Corintiano”, na Paróquia Imaculada Conceição Mariental, às 16h30, no próximo sábado (18). No domingo (19), será a vez do Salão da Igreja da Comunidade do Feixo receber a exibição de “Jecão... Um fofoqueiro no céu”, a partir das 17h.
 
No dia 25 de Outubro, a mostra chegará a Comunidade do Núcleo Leiteiro, após um café colonial especial do local. A sessão de “Betão Ronca Ferro”, começa às 18h. Por sua vez, no dia 8 de Novembro, o cinema será parte da Tarde Cultural nos Santos Reis, na Carqueja Santos Reis. A sessão será realizada às 18h, com o filme “O Puritano da Rua Augusta”.
 
Mais informações no site do Instituto Histórico e Cultural da Lapa ( www.ihclapa.com.br) ou pelo telefone (41) 3072-0589.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA MARÉS DE KRIS FOLTRAN


 Novo trabalho da designer e fotógrafa curitibana Kris Foltran inaugura às 19h desta sexta-feira, dia 17, na Galeria Portfolio  

Buscar além dos limites humanos, cruzar horizontes, recriar universos e sonhar. Este é o propósito da exposição Marés, da fotógrafa e designer Kris Foltran, que inaugura na noite desta sexta-feira, dia 17 de outubro, na Galeria Portfolio, em Curitiba.

Inédita, a mostra nasceu da conexão de momentos particulares na Ilha do Mel (dez 2011) e incorporou conceitos na viagem realizada pela fotógrafa para o Chile em maio de 2012. “O Pacífico me fez pensar em Neruda, que dizia querer inventar o mar de cada dia em suas poesias”, explica Kris, que para este trabalho buscou manter o prazo aproximado de um ano fotografando em diversas situações de luz, estações do ano e locais diversos com a presença do mar.

A exposição tem continuidade técnica de seu primeiro trabalho (IN_VERSOS), que consiste em duplas exposições digitais realizadas diretamente na câmera, como nos tempos da fotografia analógica  onde uma foto era feita sobre a outra sem girar o filme. As fotografias foram escolhidas juntamente com o curador Nilo Biazzetto Neto, e toda a ambientação da exposição foi pensada em função do espaço da Galeria Portfolio.

Serão 14 imagens em tamanhos que variam de 40x60cm, trípticos em 20x60cm, 30x45cm e 20x30cm impressas em fine art, assinadas e comercializadas com valores reduzidos para possibilitar o colecionismo. As tiragens variam conforme os tamanhos. A exposição ainda contará na abertura com a presença da banda curitibana Clan Mac Norse, notória pela apresentação de música tradicional das regiões nórdicas, a Escandinávia (Dinamarca, Suécia, Noruega e Finlândia). “Marés” ficará aberta ao público até 06 de novembro.
Localizada na Rua Alberto Folloni, 634, Centro Cívico,  a Galeria Portfolio abre de segunda a sexta-feira das 9h ao meio-dia e das 13h30 às 20h, e no sábado das 9h ao meio-dia. 
 
Sobre o conceito da exposição
O homem tem suas experiências sensoriais do mundo que o cerca; pode desconfiar daquilo que há diante dos seus olhos. A amplitude da natureza e do universo leva o pensamento a reflexões sobre o desconhecido e a inquietação da impossível eternidade das coisas.
Entre a realidade e a imagem há uma dualidade análoga a nossa existência; o tempo todo entre equilíbrio e desequilíbrio dos nossos próprios limites que se revelam na busca constante de criar lugares de sonhos, de espaços e de novos horizontes. A imagem revela o invisível, vai além da visão objetiva, transpõe os limites para que seja visto mais do que é possível se ver – transcendência.

Kristiane Foltran 
Formou-se em Design Gráfico (PUCPR) em 2001. Na faculdade, teve seus primeiros contatos com fotografia analógica e laboratório. Seu projeto de graduação foi um editorial de foto poesia retratando todos os parques e bosques da cidade de Curitiba: Verde fragmentos azul.

Em 2008 entrou para a Portfolio Escola de Fotografia realizando diversos cursos e workshops com grandes mestres da fotografia nacional. Participa desde 2010 do Liberdade Fotográfica coordenado por Nilo Biazzetto Neto. Seu currículo conta com diversas colocações em concursos, como Instituto de Engenharia do Paraná, Salão Nacional de Fotografia Persio Galembeck e Virada Cultural de Curitiba. Participou de diversas exposições coletivas, e suas individuais são IN_VERSOS (2012), Domínio (2013) e Gueixas de Outono (2013). Atualmente desenvolve seu trabalho autoral buscando a associação entre a poesia visual, a imaginação e a fotografia. Conheça um pouco mais de seu trabalho acessando www.krisfoltran.com.br.

Serviço: Exposição fotográfica Marés, de Kris Foltran
Abertura: 17 de outubro, às 19h.
Encerramento: 06 de novembro. 
Local: Galeria Portfolio. Rua Alberto Folloni, 634, Centro Cívico, Curitiba.
Entrada: Gratuita.

Dia e horário para visitação: de segunda a sexta-feira das 9h ao meio-dia e das 13h30 às 20h, e no sábado das 9h ao meio-dia.  
Informações: escolaportfolio.com.br / 41-3252-2540.