quinta-feira, 17 de agosto de 2017

"VALERIAN E A CIDADE DOS MIL PLANETAS" ESTREIA NO IMAX PALLADIUM

O filme em 3D tem um grande impacto visual, que é comparado ao Avatar

Nesta quinta-feira (17) estreia “Valerian e a cidade dos mil planetas” em 3 D no Imax Palladium. O filme mostra agentes intergalácticos em defesa da terra e aliados. A trama se passa no século XXVIII e mostra Valerian (Dane DeHaan) e Laureline (Cara Delevingne), como dois agentes intergalácticos. 


O ator Sam Spruell, que interpreta o General Okto-Bar, afirmou que o filme terá o mesmo impacto visual que Avatar. De acordo com ele, o longa é visualmente incrível e a história mostra como a humanidade trata o universo, e como o universo pode reagir a isso. “É um filme sobre a natureza, assim como Avatar. Avatar é grandioso.”

O longa tem na direção o francês Luc Besson ("O quinto elemento") e aposta em efeitos especiais. Mostra dois agentes intergalácticos que lutam em defesa da Terra e seus planetas aliados, sucessivamente atacados. No planeta Alpha, eles precisam acabar com uma operação comandada por grandes forças que desejam destruir os sonhos e as vidas dos 17 milhões de habitantes.

SERVIÇO: 
Imax Palladium - Curitiba
Valerian e a cidade dos mil planetas  - 3 D
Estreia: 17/08/2017
Em Curitiba, o IMAX está localizado no Palladium Shopping Center. Mais informações no site www.imaxpalladium.com.br

terça-feira, 15 de agosto de 2017

DIA MUNDIAL DA FOTOGRAFIA TERÁ EVENTO ESPECIAL

Promovida pelo Centro Europeu, a ação terá diversas atividades relacionadas ao segmento

Em 19 de Agosto de 1839, a Academia de Ciências e Belas Artes de Paris presenteou a humanidade tornando a invenção do daguerreótipo acessível ao público. O mecanismo, desenvolvido pelo físico francês Louis Jacques Daguerre, se tornou o primeiro equipamento fotográfico fabricado em escala comercial. Desde então, a data é marcada pela comemoração anual do Dia Mundial da Fotografia. Para celebrar a ocasião, o tradicional curso de fotografia do  Centro Europeu, uma das maiores escolas de profissões da América Latina, vai promover um evento especial dedicado ao universo da fotografia.


 As atividades serão realizadas no próximo sábado, dia 19 de Agosto, na sede do Centro Europeu no bairro Batel na Rua Benjamin Lins, 999. O evento terá início com uma conversa descontraído com as fotógrafas Charly Techio e Tania Buchmann, a partir das 11h, que vai traçar o cenário atual do mercado da fotografia no Brasil. Em seguida os consagrados fotógrafos Daniel Castellano e Flávia Wolf comandam um debate sobre o mercado.

 Durante o evento, os participantes terão a oportunidade, também, de participar de uma leitura gratuita de portfólio com os professores do curso, onde os amantes da fotografia poderão levar seus materiais impressos e conversar com os fotógrafos profissionais. Além disso, o Centro Europeu vai promover o lançamento do concurso Euroclick 2017, uma das principais celebrações da fotografia brasileira. A comemoração contará ainda com música eletrônica, food trucks, exposições, instalações fotográficas e um bazar/escambo de fotos, livros e equipamentos fotográficos.

O evento será realizado na sede Batel do Centro Europeu , na Rua Benjamin Lins, 999, no dia 19 de Agosto, sábado, das 10h às 15h. A entrada será gratuita. Mais informações pelo telefone 3222-6669 ou no site www.centroeuropeu.com.br .

O BANHEIRO DO PAPA COM EXIBIÇÃO NA MOSTRA DE CINEMA URUGUAIO

Cesar Charlone celebra 10 anos de “O Banheiro do Papa” com exibição em Mostra de Cinema Uruguaio

O diretor uruguaio tem dois filmes exibidos em Mostra que acontece em São Paulo de 21 a 25 de Agosto organizada pelo Consulado Geral do Uruguai e Instituto Cervantes, apoiado pelo ICAU

Faz dez anos do lançamento de um dos filmes mais importantes do Uruguai “El Baño del Papa” (O Banheiro do Papa), e o diretor e cineasta uruguaio, Cesar Charlone, celebra a data em grande estilo. O sucesso (ganhador de grandes prêmios latinos, que impulsionou a carreira do diretor) será exibido dia 21 de Agosto na Mostra de Cinema Uruguaio organizada pelo Consulado Geral do País em parceria com o Instituto Cervantes e apoio do ICAU (instituição gestora do cinema e audiovisual nacional do Uruguai).

Em 21 e 25 de Agosto, dias de exibição de dois filmes do diretor, “El Baño del Papa” e “Artigas, La Redota”, ele estará presente para apresentar e após a projeção das obras responder as reflexões do público. Grande parte dos filmes de Cesar Charlone têm cunho social, onde busca cutucar ponderações intensas em seus espectadores.  “El Baño del Papa” aborda o cotidiano de uma cidade pobre, que criativamente sobrevive gerando recursos financeiros utilizando-se do contrabando para faturar em cima de um grande acontecimento: a visita do Papa à cidade de Mello.

Cesar busca transmitir mensagens indiretas e desafiar ao público todo o tempo, não é fiel a um estilo e gosta de levantar polêmicas sociais sem ser agressivo, buscando a honestidade. No filme “O Banheiro do Papa”, não existe uma mensagem direta, mas existe uma crítica referente a cobertura da imprensa e a atuação da igreja. “Somos duros com a parte da imprensa sensacionalista, com certa indignação de como esse evento foi manipulado”, afirma Cesar.

“Longe de ser um demagogo político, procuro que meus filmes tenham algum caráter social, sempre com algum tipo de provocação. Um dos melhores prêmios que recebi foi de um amigo, que assistiu ao “Jardineiro Fiel” e saindo da projeção ele ouviu a Hillary Clinton comentando que achou interessante essa denúncia das industrias de remédios e que precisava investigar melhor”, diz Cesar Charlone. “O filme já serviu para alguma coisa, eu gosto muito que tenha alguma provocação”, continua o diretor.

Opinião sobre a Mostra
Segundo Cesar Charlone esse tipo de evento como a Mostra de Cinema Uruguaio, organizada pelo Consulado faz com que o Brasil conheça os filmes de seu irmão menor, e aumente a possibilidade de exibição nas grandes salas. A procura brasileira e receptividade ainda está voltada para os cinemas europeus e norte-americanos, apesar do quadro vir melhorando ano a ano.

Projetos futuros
Nesse momento Cesar finaliza um filme sobre a Dilma em parceria com a Anna Muylaert, diretora de “Que Horas ela Volta”, e a Lô Politi, diretora de “Jonas”. A novidade é um documentário sobre o impeachment da presidente, filmado durante três meses nas dependências do palácio da Alvorada e mostra toda a movimentação da equipe da Dilma e reação dos parlamentares. O lançamento está previsto para 2018 e provocará muitas reflexões diante do cenário político atual de nosso país. Além desse lançamento, em setembro estreia “Feito na América” onde atuou como diretor fotográfico, o filme foi produzido para Universal Filmes e protagonizado por Tom Cruise. E atualmente prepara um filme dirigido pelo Fernando Meirelles com produção da Netflix que será rodado na Itália e Argentina em novembro sobre a vida do Papa Francisco, Jorge Mario Bergoglio.

A Mostra e sua programação:
O evento, que acontece de 21 a 25 de Agosto, traz ao público paulista o charme, a delicadeza e humor dos filmes do país vizinho. Além dos filmes de Cesar Charlone serão exibidos também um de Mauro Sarser e Marcela Matta, um de Daniella Speranza e outro de Alvaro Brechner.
A mostra acontece no Instituto Cervantes localizado na avenida Paulista. A partir das 19h e a entrada é gratuita. Para quem curte cinema a seleção de filmes uruguaios é um prato cheio de cultura e originalidade.

Programação:
Sessão de abertura: 21-8 - O Banheiro do Papa (El Baño del Papa) – com a presença do diretor, César Charlone, que participará de um debate/bate-papo com o público presente após a projeção.  Direção: César Charlone, Enrique Fernández/2007/90 minutos/ 10 anos
22-8 Rambleras
Direção: Daniela Speranza/2014/93 minutos/livre

23-8 - Mau Dia para Pescar (Mal Día Para Pescar)                    
Direção: Alvaro Brechner/ 2009/100 minutos/14 anos

24-8 - Os modernos (Los Modernos)
Direção: Mauro Sarser / 2016/135 minutos/16 anos

25-8 Artigas, La Redota – com a presença do diretor, César Charlone, que participará de um debate/bate-papo com o público presente após a projeção.
Direção: César Charlone/2011/108 min/livre

Serviços: Mostra de Cinema Uruguai 2017
Onde: Instituto Cervantes São Paulo
Quando: 21 a 25 de Agosto, das 19h às 22h
Onde fica: Avenida Paulista, 2439 - São Paulo | SP


sexta-feira, 11 de agosto de 2017

USINA CULTURAL REALIZA OFICINA DE CINEMA EM CURITIBA


A Usina Cultural surge em Curitiba como uma produtora que atua na criação e gestão de projetos artísticos e culturais, cursos e eventos. Entre as atividades programadas para o segundo semestre de 2017, estão oficinas na área cinematográfica, com profissionais renomados e premiados. A primeira será com o diretor José Eduardo Belmonte, responsável por filmes como “Alemão” e “Entre Idas e Vindas”, e séries como “SuperMax” (Globo) e “O Hipnotizador” (HBO). Ele vem a Curitiba pela primeira vez, com o workshop de direção cinematográfica “A Essência do Olhar”, que será realizado entre 25 e 27 de Agosto, e está com inscrições abertas.

Entre os temas tratados na oficina, estão adaptação para roteiro, linguagem objetiva e visual, composição de cena, planos, lentes, tempo fílmico, movimentos de câmera, características da filmagem em película e digital, estilo de luz, entre outros tópicos. 

Diretor em ascensão 
Nascido em São Paulo, José Eduardo Belmonte radicou-se em Brasília (DF), onde formou-se em Cinema na Universidade de Brasília e iniciou sua carreira. Após alguns curtas-metragens, fez seu longa de estreia “Subterrâneos” em 2003. Seus trabalhos seguintes foram premiados no Festival de Brasília (“A Concepção”, em 2005, e “Meu Mundo em Perigo”, em 2010) e no Festival do Rio (“Se Nada Mais Der Certo”, em 2008), entre outros.

Seu primeiro projeto comercial viria somente com “Billi Pig” (2012), estrelado por Selton Mello e Grazi Massafera. Em 2014 lançou o filme de ação “Alemão”, que virou minissérie na Rede Globo, com Caio Blat, Cauã Reymond e Antonio Fagundes. Em 2016, estreou a comédia “Entre Idas e Vindas”, estrelada por Fabio Assunção, Alice Braga e Ingrid Guimarães. Na televisão, começou a dirigir as séries “O Hipnotizador” (HBO) “SuperMax” e “Carcereiros” (ambas pela Globo). Esta última é inspirada em um livro de Drauzio Varella e foi premiada neste ano pelo MIPDrama Screenings, no Festival de Cannes.

Próximas oficinas 
Após este workshop com Eduardo Belmonte, a Usina Cultural realizará as oficinas “Criação e Produção de Figurino”, com a figurinista Carolina Li (15 a 17 de Setembro) e “Cinematografia Digital (Teoria e Prática)” com o diretor de fotografia Carlos Ebert (20 a 22 de Outubro). Estas oficinas também estão com inscrições abertas. Quem se inscrever para mais de uma oficina recebe desconto.

Carolina Li é figurinista que tem em seu currículo filmes como “Bicho de Sete Cabeças” e “Quanto Vale ou é Por Quilo?”, a série “Vai Que Cola” (Multishow) e novelas da TV Record (“Os Dez Mandamentos”, “José do Egito”, “Pecado Mortal”). Carlos Ebert contabiliza quase 50 anos de trabalho como diretor de fotografia em cinema, e trabalhou em títulos como “O Bandido da Luz Vermelha”, “É Tudo Verdade e “O Povo Brasileiro”. No Paraná, trabalhou no longa “Circular”, de Curitiba, e nos curtas que compõem a “trilogia do esquecimento” do diretor londrinense Rodrigo Grota.

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

" O DESERTO DO DESERTO" ESTREIA NO ESPAÇO ITAÚ DE CINEMA CURITIBA

 Documentário de Samir Abujamra e Tito Gonzalez Garcia aborda a saga do povo saharaui  Estreia 17 de agosto

 Dirigido por Samir Abujamra e Tito Gonzalez Garcia, “O Deserto do Deserto” é um documentário de longa-metragem sobre um dos mais duradouros e menos conhecidos conflitos do planeta - a invasão do Saara Ocidental, a última colônia da África, ocupada pelo Marrocos desde 1975, e o drama de seu povo, os beduínos nômades Saharauis. 


Fui "apresentado" ao Saara Ocidental no apartamento de Tito Gonzalez Garcia, em Paris. Lá ele me mostrou imagens impactantes que havia feito numa rápida visita aos campos de refugiados Saharauis, na Argélia. Tive três reações quase imediatas - a primeira foi de curiosidade e espanto sobre aquele conflito tão duradouro do qual nunca havia ouvido falar. Em seguida fiquei arrepiado ao ver aqueles sofridos beduínos falando Espanhol. Por fim fui invadido pela certeza de que tinha de ir ao encontro do Deserto”, conta Samir.

Confinados na parte mais inóspita do Deserto do Saara, o povo Saharaui resiste a mais de 40 anos de guerra e exílio. As tentativas de recuperação do território foram bloqueadas pela construção pelo Exército Marroquino de um muro com 2.700 km de extensão guarnecido por 140 mil soldados e sete milhões de minas, isolando os Saharauis das enormes riquezas minerais e pesqueiras do território ocupado. O muro marroquino, conhecido como “Muro de la Vergüenza”, é a maior barreira militar defensiva do mundo.

Samir Abujamra e Tito Gonzalez Garcia passaram um mês filmando nos Campos de Refugiados Saharauis, na Argélia e no chamado Território Livre Saharaui. Metade desse tempo foi empreendido em uma viagem de 3.200 km pelo deserto, por regiões às quais nenhum estrangeiro teve acesso desde 1991, com o objetivo de chegar até a última e pequena porção de costa ainda pertencente aos Saharauis.
Os cineastas acabaram fazendo parte do conflito quando o jipe que estavam explodiu ao passar por sobre uma mina antitanque, a apenas 800 metros do destino final – o Oceano Atlântico.
O Deserto do Deserto é um filme que leva à uma nova percepção do triste destino de um povo nômade forçado a viver confinado e que tem seu sofrimento praticamente desconhecido pela opinião pública mundial.”

SINOPSE
O Deserto do Deserto – documentário Brasil 2016/ 86 min. Classificac ̧ão: 10 anos
“O Deserto do Deserto é um documentário de longa-metragem sobre um dos mais duradouros e menos conhecidos conflitos do planeta - a invasão do Saara Ocidental, a última colônia da África, ocupada pelo Marrocos há 40 anos, e o drama de seu povo, os beduínos nômades Saharauis. A equipe do documentário passou um mês filmando no Campos de Refugiados Saharauis, na Argélia, e no chamado Território Livre Saharaui. Metade desse tempo foi empreendido em uma viagem de 3.200 km pelo deserto, por regiões às quais nenhum estrangeiro teve acesso desde 1991. 

Trailer:
  
FICHA TÉCNICA
Direção, Roteiro, Fotografia e Montagem: Samir Abujamra e Tito Gonzalez Garcia
Design : Billy Bacon
Edição de Som e Mixagem: Rodrigo Vidal
Música : André Geiger e André Siqueira
Produção Executiva: Samir Abujamra e Paula Tupinambá
Empresa Produtora : Ouidah Films
Produtores associados: Paula Tupinambá, Heloísa Alves, Rosane Serro, Pedro Monteiro, Paulo Henrique Fontenelle, Marcelo Moreira, Cláudio Bartolo, Sylvia Braconnot, Ana Leão e Luiz Augusto Teixeira de Freitas.

SERVIÇO
Dia 17 de Agosto, quinta-feira
Espaço Itaú de Cinema Curitiba
Endereço: Rua Comendador Araújo, 731 - Batel, Curitiba - PR 
* As salas e horários serão confirmados no dia 14 de agosto, segunda-feira antes da estreia.

CINEPATERNA "DIA DOS PAIS" NO CINÉPOLIS VIP

Duas sessões especiais de cinema para papais e bebês no Pátio Batel  
Sessões acontecem neste sábado (12) às 11h no Cinépolis VIP  

A paternidade tem se transformado ao longo dos anos e hoje a presença dos pais é cada vez maior na rotina e educação dos filhos. E para celebrar essa nova geração de pais, o CineMaterna e Natura Mamãe e Bebê promovem uma sessão ainda mais especial, dedicada a eles!  

Neste sábado, dia 12 de Agosto, os pais de bebês de até um ano e meio de Curitiba poderão aproveitar as sessões especiais, que ocuparão duas salas no Cinépolis VIP, junto com seus pequenos.


As duas sessões do CinePaterna - como está sendo chamada esta edição especial do CineMaterna para os pais - irão acontecer de forma simultânea, às 11h. Os pais podem escolher o filme que desejam assistir,  ou ‘Planeta dos Macacos: A guerra’ ou “ Valerian e a Cidade dos Mil Planetas”.

O papel dos pais na criação dos filhos é de extrema importância. Que bom que hoje em dia há maior conscientização disso e os pais trocam fraldas, dão banho, alimentam e acordam no meio da noite para acalentar o bebê. Somos a favor de uma sociedade em que não se fala mais de ‘pais que ajudam’, mas sim que dividem as tarefas e participam de igual para igual com as mães”, explica Irene Nagashima, fundadora do CineMaterna.

Assim como no CineMaterna, as sessões CinePaterna proporcionarão um ambiente amigável para pais, mães e bebês, com som do filme mais baixo, ar condicionado suave, sala levemente iluminada e tapete emborrachado para acomodar as famílias com bebês maiores, que já andam ou engatinham. Haverá também trocadores dentro da sala de exibição, equipados com fraldas e produtos “Papai e bebê” (lenços umedecidos, hidratantes e colônias) – que podem ser usados gratuitamente –, bem como um ‘estacionamento’ de carrinhos de bebês. 

Para usufruir de toda essa comodidade não será preciso reservar lugar nos cinemas. A venda de ingressos será feita na hora, na própria bilheteria. 

Os filmes foram escolhidos pelo próprio público, por meio de votação no site da ONG – www.cinematerna.org.br

"Além de ver o filme escolhido, os papais terão a alegria de reunir a família no cinema para juntos curtirem momentos de diversão e interação com o bebê, em um espaço aconchegante”, conclui Irene.

Serviço: Sessões ‘CinePaterna’, especial Dia dos Pais
Filmes: ‘Planeta dos Macacos: A Guerra’ e ‘Valerian e a Cidade dos Mil Planetas’
Data: 12 de Agosto de 2017 (sábado), às 11 horas
Local: Cinépolis VIP do Pátio Batel, na Avenida Batel, 1868 - Batel - Curitiba.

  

terça-feira, 8 de agosto de 2017

"NAMORO À DISTÂNCIA" TEM ESTREIA MUNDIAL NO TIFF

Com roteiro e direção de Carolina Markowicz, filme será lançado no Festival Internacional de Cinema de Toronto 2017, um dos eventos de cinema mais importantes do mundo
Com roteiro e direção de Carolina Markowicz da YOURMAMA, o curta-metragem “Namoro à Distância” fará sua estreia mundial na 42ª edição do TIFF 2017 - Festival Internacional de Cinema de Toronto, um dos eventos mais importantes do cinema que acontece anualmente na cidade canadense. 
“Namoro à Distância” é o único curta 100% brasileiro a participar da competição. Estrelado pelo ator uruguaio Matías Singer, o filme narra a história de um homem que é sexualmente obcecado por ETs.A obra traz um olhar sarcástico sobre um rapaz que entra para um programa de disque sexo com ETs que ocorre no interior de São Paulo.
Neste ano, o Festival selecionou 35 curtas-metragens de todo o mundo que se destacaram por sua diversidade de vozes e origens. São obras produzidas em mais de 30 países e em 16 idiomas diferentes, incluindo muitos participantes do Oriente Médio e da América Latina.
Outra novidade apontada pelo TIFF 2017 é o aumento da participação feminina na direção: dos 35 filmes selecionados, 17 foram dirigidos por mulheres, que é o caso de “Namoro à Distância”. A obra de Carolina Markowicz conta com produção assinada pela YOURMAMA, direção de fotografia de Pepe Mendes, direção de arte de Vicente Saldanha, produção de Mayra Auad, Mário Peixoto e Carlos Guedes, som da Áudio Ink, além de pós-produção e apoio de produção da WARRIORS VFX.
Assista aqui ao trailer: https://vimeo.com/226684306
Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF) acontece anualmente na cidade canadense e se tornou um dos eventos mais importantes do mundo do cinema, ao reunir em duas semanas alguns dos principais filmes que serão lançados no fim do ano e vão concorrer aos principais prêmios do Oscar. O festival acontece de 7 a 17 de Setembro de 2017 em Toronto. Para mais informações, acesse: www.tiff.net/tiff/ 
Sobre Carolina Markowicz - Carolina Markowicz é roteirista e diretora. Seu primeiro curta-metragem de sucesso foi “69-Luz Square”, vencedor de inúmeros prêmios em importantes festivais ao redor do mundo, incluindo o melhor curta no Festival de Filme do Rio de Janeiro exibido no MoMa-NY. O filme “Edifício Tatuapé Mahal”, codirigido com Fernanda Salloum, que estreou no TIFF de 2014, foi um dos mais premiados do Brasil e selecionado para mais de 200 festivais pelo mundo, sendo quinze vezes eleito como melhor filme e também melhor roteiro. Também no TIFF de 2014, Carolina foi eleita uma dos " 5 filmmakers to watch" do Short Cuts International pelo curador do Festival, Shane Smith.
Já em 2015, Carolina figurou na lista dos dez jovens cineastas internacionais selecionados para participar do TIFF TALENT LAB, que teve mentores como Wim Wenders e Jim Stark, no qual trabalhou no roteiro do seu filme “Postergados”, que estreou no Festival Internacional de Curtas de São Paulo. Sua estréia internacional será no Festival de Biarritz ainda este ano. Em 2016, o roteiro de seu primeiro longa-metragem "Quando Minha Vida Era Minha Vida", com produção da YOURMAMA e SUPERFILMES, foi um dos vencedores do edital de doctoring da SPCINE.

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

MACACO EM PRIMEIRO PLANO, HUMANO EM SEGUNDO

O novo filme da franquia de Planeta dos Macacos, dirigido por Matt Reeves, mostra uma tendência muito comum nos dias atuais: o foco e a atenção em seres não humanos em detrimento da espécie humana. O longa, chamado de Planeta dos Macacos: A Guerra, é o terceiro filme na sequência de produções que começou com Planeta dos Macacos: A Origem, dirigido por Rupert Wayatt em 2011. No entanto, é o nono filme da franquia com início nos anos 1968 e que conta até mesmo com seriados de televisão e animação. A diferença entre os filmes dos anos 60 com os atuais revela muito mais do que diferenças de estilo: ela expõe mudanças de como o ser humano enxerga a si mesmo no mundo.
O primeiro filme foi dirigido por Franklin J. Schaffner, inspirado no livro de mesmo nome do francês Pierre Boulle. Atuado por Charlton Heston, o longa contava a história de um grupo de astronautas que chegam a um planeta estranho onde macacos são inteligentes e humanos são quase como animais, sem poder falar ou raciocinar de maneira complexa.
Rapidamente nos identificamos com Taylor, o personagem de Heston que, por ser humano, é caçado e aprisionado para servir os primatas. Porém, Taylor rapidamente ganha notoriedade já que é o único humano que consegue falar. Ao mesmo tempo, ele se torna uma ameaça para os macacos governantes, que são portadores de um segredo que tentam esquecer. No final do filme, o segredo é revelado: a nave de Taylor nunca havia chegado a um distante planeta, mas voltou para a própria Terra em um futuro remoto, onde os humanos haviam destruído a si mesmos em guerras há muito tempo atrás. Sem ter o obstáculo humano, os primatas evoluem naturalmente, se tornando a espécie mais esperta e herdando o controle do planeta.
Embora fique claro que o futuro sombrio seja culpa dos seres humanos, o filme é contado pelo ponto de vista do homem, pelos olhos de Taylor. Assim, a espécie humana ainda pode se redimir. Representado por Heston, o ser humano presente é bom e nobre. Sua espécie pode ter se autoaniquilado, mas isto não significa que seus indivíduos não sejam heróicos e descentes. Além do mais, a crueldade da maioria dos macacos contrasta fortemente com a bondade do protagonista. A espécie humana, ainda que representada por apenas um homem,  é portadora de qualidades inigualáveis e altruístas frente ao ambiente ameaçador.
Os filmes atuais mudam estas características completamente. Tomando como ponto de partida o momento no qual os macacos adquirem inteligência, o filme de 2011 não dá ao primata uma evolução natural, mas um desenvolvimento rápido causado pelo ser humano por meio de um soro que acaba dando aos primatas a ferramenta para se liberar dos caprichos humanos. Se no primeiro filme a inteligência dos homens redime Taylor e, com ele, a espécie humana, aqui a inteligência, e não a guerra, causa a sua derrota.
O novo filme continua esta tendência. Agora, a história não é nem mais contada pelo ponto de vista humano, mas sim pelo ponto de vista de Caesar, o primeiro macaco a ganhar inteligência. Não há nenhuma pessoa capaz de redimir sua espécie. Nos identificamos com os primatas como heróis e com mais ninguém. O filme, que agradará ao público com cenas empolgantes e efeitos especiais de última geração, nos dá, porém, uma visão cínica da humanidade, que não apresenta qualidades que a possam salvar. É uma visão de mundo triste, mas que infelizmente se torna cada vez mais comum.
* Daniel Bydlowski é cineasta brasileiro com Masters of Fine Arts pela University of Southern California e doutorando na University of California, em Santa Barbara, nos Estados Unidos. É membro do Directors Guild of America. Trabalhou ao lado de grandes nomes da indústria cinematográfica como Mark Jonathan Harris e Marsha Kinder em projetos

CENTRAL TV COMEMORA 1 ANO NO AR COM UMA GRADE REPLETA DE ATRAÇÕES

A Central TV, que opera no canal 25 da NET, está comemorando 1 ano no ar e parece ter caído nas graças dos paranaenses.

Aos poucos os telespectadores perceberam a importância de se ter um canal de televisão com uma grade diferenciada e uma programação local bem definida. Acompanhando o sucesso do canal norte-americano Turner Network Television, conhecido no Brasil pela sigla TNT, que mostra filmes, desenhos e séries antigas, a Central TV também apostou nesta ideia e deu certo. “Foi acima da expectativa e isso mostra que estamos no caminho certo”, comemora Rodrigo Cazuque, diretor de conteúdo e operações da Central TV. 
Outra estratégia assertiva para fidelizar os telespectadores foi a decisão de não ceder espaços na grade de programação para os programas religiosos que invadiram os outros canais de TV e tornaram a programação enfadonha. Esta medida adotada pela direção da Central TV e pelo departamento comercial surtiu efeito e atraiu novos anunciantes. 
A programação local ficou em destaque no horário nobre, o que tem conquistado o telespectador que busca o entretenimento e a informação da sua região.
Na faixa infantil o “Central Kids” é comandado por Gilmar Cerqueira que ao lado da Cris Lopes e da encantadora Gabrielle Cristiano de apenas 13 anos, contracenam com os divertidos bonecos da companhia paranaense de teatro Gil & Cris. Juntos a trupe esquenta as manhãs da Central TV e a diversão é garantida.
Destaque para o programa “Conexão do Bem”, que enfoca as instituições e pessoas que atuam em projetos sociais e ações de cidadania. “O meu programa busca valorizar as pessoas que fazem a diferença nas comunidades onde vivem”, explica o jornalista e vereador Cristiano Santos que semanalmente apresenta a atração na Central TV. 
Casos de Polícia” pilotado pelo experiente repórter Kândido de Oliveira, revive os principais fatos das grandes ocorrências policiais que marcaram a história do Paraná. 
No segmento automobilístico há o “Programa Acelera TV”, pilotado pelo jornalista Juliano Cunha e o já consagrado “Mercadão do Automóvel” apresentado por Rose Mirian, a diva da televisão paranaense é transmitido ao vivo todos os sábados pela manhã direto do Pinheirão.  A atração que já foi exibida em outras emissoras e continua a fazer o maior sucesso.  
O talk show semanal “Willy Schumann Entrevista”, cujo gênero de programa faz sucesso por entrevistar personalidades do mundo artístico, político e social, sem perder a característica essencial deste segmento que é a irreverência e a descontração do apresentador. Sob o comando do jornalista Willy Schumann com a participação do publicitário Johnny Wang, faz tanto sucesso que há uma lista de espera de personalidades e demais convidados que querem participar da atração.
O “Programa Jones Dark – O Negrão Sorriso”, que é totalmente produzido em Maringá e exibido pela Central TV e o “Programa Casual” apresentando assuntos de moda e beleza sob o comando de Rosy Buzinaro, também completam a grade semanal. 
Na programação diária, destaque também para o programa “Plantão Policial” apresentado pelo competente jornalista e radialista Márcio Camargo e o “Programa Boletim Médico”, atração também diária comandada pelo médico e jornalista Otávio Müller. 
Outro grande campeão de audiência da Central TV e considerado o carro-chefe da casa é o “Programa Augusto Canário Sem Censura”, apresentado pelo jornalista e radialista Augusto Canário que entra no ar todas as tardes ao vivo. A atração é uma fusão de jornalismo policial e serviço social que chega a atingir a impressionante marca 180 mil acessos diariamente nas redes sociais. “O meu sucesso é graças ao desempenho da minha equipe”, afirma o veterano apresentador que já trabalhou em várias emissoras e se mostra entusiasmado com o novo canal. “Estou feliz na nova casa e com esse recomeço. Sei que temos um potencial para crescermos juntos”, finaliza Canário.
Nesta nova fase a direção da Central TV pretende colocar novos programas em sua grade, desta vez com foco no jornalismo e no esporte.
Acompanhe a programação e assista ao vivo pelo site: www.centraltv.com.br

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

OFICINA FOTOGRÁFICA: DA CRIAÇÃO A REALIZAÇÃO

Promovida pelo Centro Europeu, a atividade vai ensinar como compor todas as etapas de um projeto fotográfico

Nos dias 5, 12, 19 e 26 de Agosto, o tradicional Curso de Fotografia do Centro Europeu, uma das maiores escolas de profissões da América Latina, vai apresentar uma oficina inédita que terá como tema o “Oficina fotográfica: da criação a realização”, que vai tratar do planejamento e estruturação de um projeto fotográfico, desde a idealização até a finalização. As aulas serão lideradas pelo renomados fotógrafos André Rodrigues, Henry Milleo e Hamilton Zambiancki, criadores do projeto Café & Fotografia.

Com a intenção de detalhar cada fase do trabalho de um fotógrafo, a atividade vai orientar, de forma prática e interativa, como realizar toda a fase de pré e pós produção, desde definição do tema, estilo e estrutura do trabalho até o ato fotográfico e edição. A oficina terá duração de quatro encontros, que serão realizados aos sábados entre os dias 5 e 26 de Agosto.

Voltado a iniciantes, estudantes e entusiastas,  vai explorar técnicas de percepção e observação, discutir práticas comuns no segmento, e apresentar conteúdos baseados no processo criativo de elaboração para a concepção de ensaios e editoriais de fotografia. Além disso, ao final da atividade, os participantes terão a oportunidade de expor os trabalhos produzidos durante a oficina em uma mostra organizada pelo Centro Europeu.

A oficina será realizado na sede Batel do Centro Europeu, na Rua Benjamin Lins, 999, no dia 5 de Agosto, das 10h às 16h, e nos dias 12, 19 e 26 de Agosto , das 14h às 17h. As inscrições custam R$ 280 e podem ser feitas pelo telefone (41) 3324-6669. Mais informações no sitewww.centroeuropeu.com.br.