quarta-feira, 16 de junho de 2021

LOOKE EXIBE O FESTIVAL "8 ½ FESTA DO CINEMA ITALIANO" NESTA QUINZENA

 

 

Com acesso gratuito, a programação traz filmes inéditos no Brasil. Entre os destaques estão: ‘A Vida Solitária de Antonio Ligabue’, de Giorgio Diritti, que deu ao ator Elio Germano o Urso de Ouro de Melhor Ator no Festival de Berlim (2020) ‘, ‘Fábulas Sombrias’, dos irmãos Damiano D'Innocenzo e Fabio D'Innocenzo, também premiado em Berlim com o Urso de Prata de Melhor Roteiro e ‘Rômulo & Remo: O Primeiro Rei’, uma ousada produção totalmente falada em proto-latim que reconta o mito dos fundadores de Roma  

A Vida Solitária de Antonio Ligabue’

Entre 17 e 27 de junho, a plataforma brasileira de streaming Looke, exibe o “8 ½ Festa do Cinema Italiano”, evento gratuito que traz as mais recentes e prestigiadas produções italianas ao público brasileiro. Promovido pelos Institutos Italianos de Cultura do Rio de Janeiro e de São Paulo, o festival conta com o suporte institucional da Embaixada da Itália em Brasília e da rede diplomático-consular italiana no Brasil, conta com patrocínio da Generali Seguros, assim como o apoio do Istituto Luce Cinecittà. O acesso aos filmes pode ser feito pelo site festival - www.festadocinemaitaliano.com.br e por meio da plataforma Looke (www.looke.com.br).  Para assistir é necessário realizar um cadastro gratuito no Looke. Os filmes podem ser acessados via web, Smart TV, tablet e nos principais suportes iOS e Windows.

A programação será aberta com “As Irmãs Macaluso” (La Sorelle Macaluso), de Emma Dante, longa que teve sua estreia mundial no Festival de Veneza (2020). Entre as estreias no Brasil destacam-se “A Vida Solitária de Antonio Ligabue” (Volevo Nascondermi), de Giorgio Diritti, premiado com o Urso de Prata na categoria Melhor Ator para Elio Germano, no Festival de Berlim (2020); “Fábulas Sombrias” (Favolacce), dos irmãos Fabio e Damiano D'Innocenzo, ganhador do Urso de Prata de Melhor Roteiro em Berlim (2020), “Rômulo & Remo: O Primeiro Rei” (Il Primo Re), de Matteo Rovere, que levou o prêmio David di Donatello de Melhor Fotografia 2020 para Daniele Ciprì e Volare (Tutto il Mio Folle Amore), de Gabriele Salvatores (Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1991 com Mediterraneo), que fez sua première mundial no Festival de Veneza 2021.

Na programação não poderiam faltar as comédias que, além de serem sucesso de bilheteria, também lançam um olhar inteligente sobre a vida na Itália contemporânea. Entre os títulos do gênero estão “Troca Tudo!” (Cambio Tutto!), do diretor Guido Chiesa, e o divertido “Bangla”, de Phaim Bhuiyan, longa premiado como a melhor comédia italiana de 2019, que narra as aventuras amorosas de um italiano filho de imigrantes de Bangladesh. O evento conta, ainda, uma seção especial focada em Alice Rohrwacher, uma das realizadoras italianas mais prestigiadas da atualidade.


Na edição realizada no ano passado, também com acesso gratuito, o festival trouxe 20 filmes, atingindo 154.380 espectadores, com 90 mil usuários diferentes em todas as regiões do Brasil. 

 

Serviço: 8 ½ Festa do Cinema Italiano 2021 – Em Casaonline e gratuito | Data: 17 a 27 de Junho de 2021 | Programação disponível em http://www.festadocinemaitaliano.com.br

Acesso aos filmes: Para acessar a programação é preciso se cadastrar na plataforma: 

Looke (www.looke.com.br)


ATENÇÃO: Este ano, as sessões dos filmes do Festival serão realizadas em dias específicos e ficarão disponíveis por 24h, sempre a partir das 18h. Os filmes que integram o Foco Alice Rohrwacher estarão disponíveis durante todo o festival a partir das 9h do dia 17 até as 9h do dia 28 de Junho.

        

terça-feira, 15 de junho de 2021

COMÉDIA ‘A BOA ESPOSA’, PROTAGONIZADA POR JULIETTE BINOCHE ESTREIA NOS CINEMAS

 


FILME BRASILEIRO É SELECIONADO PARA MOSTRA CINÉFONDATION DO FESTIVAL DE CANNES

 


DOCUMENTÁRIO "BILLIE" SOBRE A VIDA E OBRA DE BILLIE HOLIDAY NO TELECINE

 

DOCUMENTÁRIO “BILLIE”, SOBRE A VIDA E OBRA DE BILLIE HOLIDAY, É LANÇADO NO TELECINE, COM PARTICIPAÇÃO DA COLORISTA MARINA AMARAL

IMAGENS EM CORES DO LONGA INGLÊS SÓ FORAM POSSÍVEIS POR MEIO DO TRABALHO DA ARTISTA BRASILEIRA 

A vida e obra de uma das mais importantes jazzistas do mundo, Billie Holiday, são tema do documentário “Billie”, lançado no exterior e que acaba de ser lançado no Brasil no canal Telecine, inclusive no streaming. E umas das principais responsáveis pelo registro em cores foi a brasileira Marina Amaral.

Reconhecida no mundo inteiro como uma das maiores coloristas de fotografias P&B, Marina coloriu, digitalmente, mais de 100 fotos utilizadas no longa-metragem, além de alguns frames e definiu as cores que foram reproduzidas e aplicadas nos vídeos por um estúdio da Índia. Todo o processo demorou cerca de um ano e meio.

Praticamente nenhuma das imagens foram vistas em cores anteriormente, incluindo os vídeos. Marina conta que não tinha muita familiaridade com a obra e nem com a história pessoal de Billie Holiday. Mas, a partir de um encontro com o diretor James Erskine e os produtores em Londres, no final de 2018, essa história mudou. “Fiquei muito impactada já nessa primeira reunião, quando eles me contaram detalhes do projeto e da mulher que iriam retratar. Entendi a responsabilidade logo de cara, mas também a importância de apresentar a Billie para um novo público, sob uma perspectiva bastante diferente”, completa.

O filme, além de retratar momentos icônicos da cantora, levanta questões muito importantes para que seja possível compreender quem foi Billie Holiday, por meio de entrevistas feitas com amigos de infância, parentes, estrelas do jazz, e até dos agentes do FBI que a prenderam. 

O detalhe que mais me emocionou foi a colorização do vídeo de uma apresentação ao vivo de Strange Fruit, uma música importantíssima do repertório dela. Fala de racismo, linchamento e Billie cantava com a alma. Essa apresentação é uma versão muito mais visceral que as versões em áudio que escutei. Fico impressionada até hoje quando vejo esse trecho”, destaca.   

As cores de Billie - Para contextualizar a paleta de roupas, acessórios, cenários e detalhes das fotos e imagens, Marina Amaral fez uma grande pesquisa histórica e também muitas escolhas artísticas. Os registros em cores que existem são escassos e eram poucas as referências que pudessem guiar nas cores. “Levei em consideração a época, os ambientes, e o contexto geral das fotos para definir as cores que usei”, relata.

Em todo o processo, o mais relevante foi reproduzir a cor da pele de Billie Holiday de maneira correta. “Algumas fotos estavam ‘estouradas’ pelo flash ou pela má preservação da imagem, o que acabava fazendo com que a pele dela ficasse muito mais clara do que era de fato. Corrigir esses detalhes técnicos foi imprescindível para que Billie pudesse ser apresentada como a mulher negra (e orgulhosa disso) que ela era”, finaliza.  

Sobre Marina Amaral - O talento somado à preocupação de uma coloração baseada em pesquisas históricas, faz Marina Amaral ser uma das profissionais mais requisitadas em parcerias de museus e instituições relevantes como o History Channel, PBS, KFC, Tatler Magazine, People Magazine, New Regency Films, Pan MacMillan, English Heritage, New York Times, Museu Estatal de Auschwitz-Birkenau e o Memorial Nacional de Paz e Justiça no Alabama. 

Idealizou o aclamado Faces of Auschwitz e também criou a RT nos projetos #ROMANOVS100 e #1917LIVE, o que levou à várias indicações internacionais, chegando à final do Festival Lions de Cannes em 2018 e 2019. 

Atualmente, ela trabalha em dois projetos. Um deles é um documentário sobre o holocausto, onde registrou encontros com sobreviventes na atualidade em locais de Auschwitz onde o público não tem acesso, que tem previsão de lançamento para 2021. Além disso, seu livro “The Colour of Time”, que é best-seller no mundo inteiro e já foi traduzido para 13 idiomas.

Sua mais nova publicação, “The World Aflame” foi lançado neste ano, mas as ações de divulgação foram interrompidas devido à pandemia mundial de coronavírus. Ainda assim, o livro é o nº1 de mais vendidos de História e Fotografia da Amazon. Feito em parceria com Dan Jones, aborda as duas Grandes Guerras Mundiais e outras conflagrações importantes como as revoluções na Rússia; guerras civis na Irlanda e Espanha; Intervenções americanas na América Latina, guerras coloniais em Moroco, Etiópia e Palestina.

       

CANAL ARTE1 EXIBE O ESPETÁCULO "ADRIANA CALCANHOTTO UM SHOW SÓ"

                          Espetáculo "Adriana Calcanhotto Um Show Só"

     

canal Arte1 exibe "Adriana Calcanhotto Um Show Só" a partir das 21h30 de 25 de Junho. Na apresentação, a artista canta o repertório do álbum "Só", composto e lançado durante o período de isolamento social. O espetáculo não conta com a presença de público ou de banda base e foi gravado no palco do Teatro Riachuelo, antigo Cine Palácio, no Rio de Janeiro.

A cantora conta apenas com os sons de instrumentos como violão e guitarra e até mesmo uma máquina de escrever durante o show.  "Não sei se algum dia eu conceberia um espetáculo como esse, mas a pandemia nos obriga a inventar novas formas para tudo e essa é a parte boa, inventemos", declara Adriana Calcanhoto.

A edição de abril de 2020 da revista italiana Vogue, na qual a capa inteiramente branca representou um manifesto de luz, de razão, renascimento e de celebração da Medicina influenciou a ambientação e a composição das músicas do disco. Para o espetáculo, entretanto, Adriana optou por uma estética com cores fortes e contrastantes, assim como as de seu primeiro álbum "Enguiço". "Agora que tenho um pouco mais de intimidade com as canções, que tanta coisa já aconteceu num espaço tão curto de tempo, por algum motivo, para o palco, precisei das cores", explica a artista.

 

"Adriana Calcanhotto Um Show Só"
Sexta-feira, 25 de Junho, a partir das 21h30
 

 

Fique por dentro da programação do canal Arte1:
canalarte1.com.br
facebook.com/canalarte1
twitter.com/canalarte1
instagram.com/canalarte1/
no Youtube: canalarte1

 

No streaming: 
https://arte1play.com.br/
https://www.looke.com.br/CHANNEL/ARTE1

 

 

 

 

 

 

 

   

segunda-feira, 14 de junho de 2021

"UM LUGAR SILENCIOSO - PARTE II"

  

 

 John Krasinski e Emily Blunt falam sobre personagem de Cillian Murphy em ‘Um Lugar Silencioso – Parte II 

sequência do suspense de sucesso da Paramount chega aos cinemas do Brasil em 15 de Julho!    

  

 

A Paramount Pictures liberou nesta segunda-feira (dia 14um vídeo de bastidores em que o diretor e escrito John Krasinski e a protagonista Emily Blunt falam sobre o personagem de Cillian Murphy (Peaky Blinders) na continuação de ‘Um Lugar Silencioso’. 


“A beleza do personagem de Cillian é que havia tanta perda em sua vida e por isso ele não sente a necessidade de fazer parte de nenhuma comunidade (...) ele representa na verdade o resto do mundo. Tem uma escuridão nele e um nível de medo que o faz ser imprevisível”, conta John Krasinski. 


“Ele é fechado, não tem vontade de ajudar, amedrontado”, completa Emily Blunt. 


O ator também aparece no vídeo e fala sobre algumas cenas e garante que a do primeiro encontro de Emmett e Evelyn, interpretada por Emily, diz muita coisa... “O encontro que eles têm naquele espaço minúsculo é incrivelmente carregado e intenso”. “O que estamos tentando criar é que o público assista e pense: ‘Ai meu Deus, o que eu faria nesta situação?’”, completa Cillian. 


ASSISTA AO VÍDEO COMPLETO AQUI 


‘Um Lugar Silencioso – Parte II’ estreia nos cinemas do Brasil em 15 de julho 


Sinopse 


Logo após os acontecimentos mortais, até mesmo dentro de casa, a família Abbott (Emily Blunt, Millicent Simmonds, Noah Jupe) precisa agora encarar o terror mundo afora, continuando a lutar para sobreviver em silêncio. Obrigados a se aventurar pelo desconhecido, eles rapidamente percebem que as criaturas que caçam pelo som não são as únicas ameaças que os observam pelo caminho de areia. 

 
UM LUGAR SILENCIOSO – PARTE II 

97 MIN/CLASSIFICAÇÃO: 14 ANOS 
 
ESCRITO E DIRIGIDO POR 
John Krasinski 
 
PRODUÇÃO EXECUTIVA POR 
Allyson Seeger, Joann Perritano, Aaron Janus 
 
PRODUZIDO POR 
Michael Bay, Andrew Form, Brad Fuller, John Krasinski 
 
BASEADO EM PERSONAGENS CRIADOS POR 
Bryan Woods & Scott Beck 
 
ELENCO 
Emily Blunt, Cillian Murphy, Millicent Simmonds, Noah JupeDjimon Hounsou 
 
#UMLUGARSILENCIOSO2